PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Operação no estádio do River resulta na apreensão de 625 ingressos

27/11/2018 15h18

Buenos Aires, 27 nov (EFE).- A Polícia da Cidade de Buenos Aires divulgou nesta terça-feira que apreendeu 625 ingressos, sendo 34 do segundo jogo da final da Taça Libertadores, entre River Plate e Boca Juniors, durante operação realizada ontem no estádio Monumental de Núñez.

Do montante de entradas encontradas na sede dos 'Millonarios', 320 não tinham qualquer informação sobre o portador, enquanto 274 apresentavam informações de sócios do clube. As autoridades locais, no entanto, não especificaram se tratavam-se de bilhetes da decisão da competição continental.

Além dos ingressos, foram apreendidos telefones celulares, documentações sobre sócios, diversas planilhas, dispositivos USB e um notebook, segundo a nota divulgada nesta terça-feira pela Polícia da Cidade.

A ação de ontem foi realizada pela Divisão de Investigações de Condutas Criminosas em Espetáculos Públicos da corporação, e pelo Corpo de Investigações Judiciais, em meio a busca de informações sobre uma suposta rede de cambismo.

Na última sexta-feira, foram apreendidos 300 ingressos na casa de um dos principais líderes de torcida organizada do River, Héctor Godoy, além de 7 milhões de pesos (R$ 700 mil).

Os governos da Argentina e da província de Buenos Aires apontam que o ataque ao ônibus que levava a delegação do Boca ao Monumental, foi organizado por 'barra bravas' da equipe anfitriã, que, por sua vez, também tiveram relação com a apreensão de ingressos e dinheiro na casa de Godoy.

Esporte