PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jornalista se desculpa por dizer que vítima era amante do dono do Leicester

30/10/2018 16h33

Londres, 30 out (EFE).- O editor de esportes da emissora britânica "BBC", Dan Roan, se desculpou publicamente após ser flagrado pelas câmeras, sugerindo que o dono do Leicester, Vichai Srivaddhanaprabha, que morreu no sábado, tinha uma amante.

O empresário tailandês foi vítima da queda do helicóptero que possuía, no estacionamento do King Power Stadium. Também faleceram o piloto, Eric Swaffer; a co-piloto, Isabela Lechowicz; Kaverporn Punpare, assistente pessoal do mandatário; e Nursara Suknamaim, também funcionária do proprietário do clube.

Roan, editor da "BBC" desde 2014, foi flagrado na oferenda de flores realizada ontem dentro do estádio do Leicester, se referindo a Suknamaim, Miss Tailândia em 2005, como tendo um relacionamento amoroso com o dono dos 'Foxes'.

"A amante que morreu no acidente era conhecida como uma funcionária do clube, é, por assim dizer, uma amante. Se você é bilionário é algo, relativamente, esperado. Portanto, não devemos julgar", disse o jornalista, nas, imagens que vazaram na internet.

Por meio do Twitter, o jornalista postou um pedido de desculpas pela declaração.

"Só quero pedir perdão por alguns comentários que fiz de maneira privada, em uma conversa com um colega. Não tinha a intenção de ofender ninguém", escreveu.

Esporte