PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Leicester confirma morte do proprietário do clube e outras 4 pessoas

28/10/2018 20h18

Londres, 28 out (EFE).- O dono do Leicester, o tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, e outras quatro pessoas morreram como consequência do acidente sofrido neste sábado pelo helicóptero de propriedade do empresário, como confirmou o clube neste domingo.

"Nossos pensamentos, nestes momentos de perda inexplicável, estão com a família Srivaddhanaprabha e as famílias dos que estavam a bordo", afirmou o Leicester em comunicado.

O helicóptero caiu pouco depois de decolar do centro do gramado do King Power Stadium, onde os 'Foxes', como a equipe também é conhecida, empatou com o West Ham em 1 a 1, pela décima rodada do Campeonato Inglês.

Na nota, o Laicester confirmou que a bordo do helicóptero viajavam cinco pessoas, Srivaddhanaprabha, o piloto, dois integrantes do clube e um passageiro ainda não identificado, e que nenhum sobreviveu.

Quando o time jogava em casa, Srivaddhanaprabha, de 61 anos, tinha o costume de chegar ao estádio e deixá-lo na aeronave, do tipo Agusta Westland 169.

"O mundo perdeu uma grande pessoa com a morte de Vichai. Um homem amável, generoso, um homem cuja vida se caracterizou pelo amor para sua família e para aqueles aos que liderou com sucesso", destacou o Leicester na nota.

O clube se declarou comovido pela resposta da família do futebol, através de mensagens de apoio e solidariedade. "Agradecemos profundamente nestes momentos difíceis", disseram os 'Foxes'.

"Sob sua liderança, o Leicester era uma família. É uma família que chorará sua morte e manterá seu legado neste clube", acrescentou a nota, em referência à herança que Srivaddhanaprabha após oito anos à frente da instituição.

O técnico Claude Puel externou a sua tristeza após a confirmação das cinco mortes. "É uma tragédia para o clube. Meus pensamentos estão comas vítimas e seus familiares", declarou à emissora "Radio France".

Esporte