PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Leicester colabora para esclarecer acidente de helicóptero de seu dono

27/10/2018 22h50

Londres, 28 out (EFE).- O Leicester City informou neste domingo (data local de Londres) que continua "colaborando" com a Polícia e serviços de emergência para determinar o alcance do acidente sofrido pelo helicóptero do dono deste clube inglês de futebol, o tailandês Vichai Srivaddhanaprabha.

Ainda não se sabe se há vítimas, quantas pessoas estavam a bordo ou se o próprio Srivaddhanaprabha encontrava-se entre os passageiros do aparelho, que caiu em um estacionamento pouco depois de decolar do King Power Stadium, onde o Leicester disputou partida do Campeonato Inglês contra o West Ham.

"Estamos colaborando com a Polícia de Leicestershire e serviços de emergência em relação a um incidente grave no King Power Stadium. O clube emitirá um comunicado mais detalhado quando tivermos mais informação", afirmou um porta-voz do clube na conta oficial do Twitter.

Várias fotografias postadas nas redes sociais após o acidente mostraram um grande incêndio no estacionamento ao lado do estádio, se bem que as chamas foram apagadas pouco depois, segundo declararam várias testemunhas à imprensa.

A Polícia do condado de Leicestershire explicou que "está a par de um incidente" ocorrido nas proximidades do King Power Stadium e que os serviços de emergência estão no local.

O serviço de ambulâncias da saúde pública também tuitou para confirmar que foi até a cena do acidente e que vai dar informação atualizada "quando for possível".

Um repórter da emissora "Sky Sports" acrescentou que o helicóptero decolou do próprio campo do estádio, como é habitual depois de cada partida que o Leicester disputa em casa.

Segundo o jornalista, o piloto do aparelho perdeu o controle e caiu no estacionamento, enquanto uma testemunha afirmou que "parecia como se a hélice da cauda não funcionasse corretamente", o que fez com o helicóptero ""girasse".

Srivaddhanaprabha, de 60 anos, é o proprietário da companhia King Power International e comprou o Leicester em agosto de 2010, quando o time estava na segunda divisão do futebol inglês.

O magnata dos duty "free" em aeroportos tem uma fortuna pessoal de quase 3 bilhões de euros e a revista especializada "Forbes" o coloca entre os sete homens mais ricos da Tailândia.

Sob sua presidência, o modesto Leicester chegou à Premier League, correspondente à primeira divisão do futebol inglês, e a venceu na temporada 2015-2016, uma façanha que causou impacto no mundo do esporte.

Esporte