PUBLICIDADE
Topo

Esporte

PSG empata com Napoli no fim e embola grupo; Liverpool e Barcelona vencem

24/10/2018 19h08

Redação Central, 24 out (EFE).- Jogando diante de sua torcida no estádio Parc des Princes, o Paris Saint-Germain escapou nesta quarta-feira de ficar em uma situação muito difícil na Liga dos Campeões, ao arrancar um empate em 2 a 2 com o Napoli, nos acréscimos, que deixou o grupo C embolado, também graças à vitória do Liverpool por 4 a 0 sobre o Estrela Vermelha.

A programação de hoje do principal torneio europeu foi marcada também por uma goleada do Borussia Dortmund sobre o Atlético de Madrid e pela vitória do Barcelona, mesmo desfalcado de Lionel Messi, sobre a Inter de Milão.

Após a disputa de metade dos jogos da primeira fase do torneio, o PSG é apenas o terceiro colocado de sua chave, com quatro pontos, um a menos que o Napoli, vice-líder. No próximo dia 6, quando as partidas de hoje serão reeditadas, mas com mando de campo invertido, os dois times se enfrentarão no estádio San Paolo, na cidade de Nápoles. O líder do grupo é o Liverpool, que foi a seis pontos ao fazer 4 a 0 sobre o lanterna Estrela Vermelha, que tem um ponto, em confronto realizado no estádio Anfield Road.

O primeiro lance de ataque no Parc des Princes já deixou claro que a vida do PSG não seria das mais fáceis. Com um minuto de partida, Mbappé disparou pela direita e rolou para trás, Cavani e Neymar chegaram juntos à bola e se atrapalharam. O uruguaio acabou atingindo o brasileiro, que sentiu o tornozelo, mas continuou em campo.

A equipe anfitriã até atacava mais, mas o Napoli era mais eficiente. Aos 23, Mario Rui cruzou da esquerda, Mertens se aproveitou da indefinição da dupla de zaga, formada por Kimpembe e Marquinhos, já que Thiago Silva foi desfalque, e acertou o travessão do goleiro Areola.

Cinco minutos depois, o atual vice-campeão italiano abriu o placar. Callejón dominou na direita e enfiou nas costas de Kimpembe para Insigne, que tocou por cobertura na saída do arqueiro francês e fez 1 a 0.

Afobado antes do intervalo, o PSG voltou melhor para a segunda etapa e teve grande chance com Cavani, que pegou rebote de Neymar aos quatro minutos e, com o gol aberto, bateu para fora. Se serve de atenuante, o centrovante havia sido flagrado em impedimento, e o gol não valeria.

Em um golpe de sorte, aos 15, o campeão francês deixou tudo igual. Mbappé recebeu de Neymar e abriu ótima bola na direita para Meunier, que tentou colocar no meio da área. Mario Rui esticou o pé para cortar e fez contra.

A sorte não vestiu apenas a camisa preta do PSG e colocou a azul celeste do Napoli aos 32 minutos. Fabián chutou forte de fora da área, a bola acertou as nádegas de Marquinhos e ficou limpa para Mertens marcar mais um.

Com Cavani errando tudo e Neymar discreto, quem evitou a derrota do Paris Saint-Germain foi Di María. Aos 47, o brasileiro tentou tocar para Mbappé, mas acabou presenteando o argentino, que deu um lindo chute cruzado de perna esquerda, com efeito, à direita de Ospina.

Enquanto PSG e Napoli se degladiavam em Paris, o Liverpool teve vida fácil em casa e saiu à frente do Estrela Vermelha aos 19 minutos do primeiro tempo. Robertson cruzou rasteiro da esquerda, Roberto Firmino limpou a marcação e fez 1 a 0 com o pé esquerdo, que não é o seu forte.

Instantes antes da ida para o vestiário, aos 44, os 'Reds' aumentaram com Salah. O artilheiro do último Campeonato Inglês recebeu na entrada da área, fez a proteção e bateu firme de pé direito para estufar a rede.

Também foi do 'Faraó' o terceiro do time anfitrião. Logo aos quatro minutos da etapa final, Stojkovic e Mané disputaram a bola dentro da área, e o árbitro marcou pênalti. Salah cobrou e converteu.

O quarto poderia ter saído aos 30 minutos, em outra penalidade, marcada porque Nabouhane colocou a mão na bola, mas Mané chutou, Borjan defendeu, e a bola ainda carimbou o travessão. No entanto, quatro minutos depois, o senegalês se redimiu e transformou o placar em goleada ao receber de Sturridge e tocar na saída do goleiro.

Mesmo sem Lionel Messi, o Barcelona derrotou a Inter, em confronto direto pela primeira posição do grupo B, e foi a nove pontos, três a mais que o adversário, ainda em segundo. PSV Eindhoven e Tottenham, que mais cedo empataram em 2 a 2 na Holanda, têm um, cada. Os 'Spurs', que contaram hoje com um gol de Lucas Moura, estão em último por terem saldo de gols pior.

Responsável por substituir o camisa 10, que fraturou o braço direito no fim de semana, Rafinha fez 1 a 0 para o time catalão aos 32 minutos da primeira etapa. O brasileiro, ex-jogador 'nerazzurro', lançou Suárez e apareceu na área para escorar o cruzamento do uruguaio.

O segundo aconteceu depois do intervalo, aos 38 minutos. Rakitic fez um ótimo passe para o lado esquerdo, Alba invadiu a área e chutou cruzado com força para confirmar a vitória e a liderança.

Além de Rafinha, os 'blaugranas' tiveram entre os titulares outros dois brasileiros: os meias Arthur, aplaudido de pé ao ser substituído nos instantes finais, e Philippe Coutinho. Pela Inter, o zagueiro Miranda atuou durante os 90 minutos.

A partida mais surpreendente do dia aconteceu no estádio Signal Iduna Park. Os torcedores locais até poderiam esperar por uma vitória, mas provavelmente nem o mais otimista deles esperava uma goleada sobre o Atlético de Madrid, atual campeão da Liga Europa, por 4 a 0.

A 20 minutos do final do duelo, os 'Aurinegros' venciam por 1 a 0, graças a gol marcado por Witsel ainda na etapa inicial. Na parte final, porém, os donos da casa foram para cima e marcaram outras três vezes, duas com Raphael Guerreiro e uma com Sancho.

O grande resultado deixou o Dortmund isolado na ponta do grupo A, com nove pontos, três a mais que o adversário, equipe do lateral Filipe Luís, segundo colocado. Monaco e Club Brugge, que empataram mais cedo em 1 a 1 na Bélgica, têm um ponto cada, e o time do principado segura a lanterna devido ao pior saldo de gols.

Com Eder Militão, Felipe e Alex Telles entre os titulares, o Porto passou a ocupar sozinho a ponta do grupo D ao derrotar o Lokomotiv Moscou, do goleiro brasileiro naturalizado russo Guilherme, por 3 a 1 fora de casa. Marega, Herrera e Corona marcaram para os 'Dragões', e Anton Miranchuk descontou para a equipe mandante

O Porto tem sete pontos, enquanto o Lokomotiv ainda não pontuou e segura a lanterna. Schalke 04 e Galatasaray, dos brasileiros Maicon e Mariano, ficaram no 0 a 0 em Istambul e somam cinco e quatro pontos, respectivamente.

Esporte