PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Grêmio quebra invencibilidade do River e se aproxima da final da Libertadores

23/10/2018 23h49

Buenos Aires, 23 out (EFE).- O Grêmio deu um grande passo para disputar a decisão da Taça Libertadores pelo segundo ano seguido ao vencer o River Plate por 1 a 0 nesta terça-feira no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, em jogo de ida pelas semifinais, e ainda quebrou a invencibilidade do adversário na competição.

Graças ao gol de cabeça marcado no começo do segundo tempo por Michel, depois de cobrança de escanteio de Alisson pela esquerda, o Tricolor está perto de se tornar a primeira equipe a ser finalista do torneio continental duas vezes seguidas desde 2006, quando o São Paulo foi vice-campeão na defesa do título de 2005.

Para confirmar a realização do feito, o atual campeão precisará de um empate no jogo de volta, daqui a uma semana, na Arena do Grêmio. O River terá que vencer, sendo que, caso devolva o placar mínimo, será obrigado a buscar nos pênaltis a vaga na decisão.

A equipe da casa era a única que ainda não havia perdido nesta Libertadores. A última derrota dos 'Millonarios' na competição havia sido o 4 a 2 para o Lanús, que selou a eliminação justamente nas semifinais no ano passado.

O Grêmio entrou em campo desfalcado de dois dos seus principais jogadores. O meia-atacante Éverton, jogador que vem sendo convocado para a seleção brasileira depois da Copa do Mundo, sofreu uma lesão muscular na coxa direita e ficou em Porto Alegre. Já o meia Luan até se recuperou de uma inflamação na planta do pé direito e viajou a Buenos Aires, mas não foi liberado e não ficou sequer entre os reservas.

No River, o treinador Marcelo Gallardo teve a volta do goleiro Armani, recuperado de um problema na coxa direita, e do meia Martínez, que vinha sendo desfalque por uma lesão na coxa esquerda. Por opção técnica, o atacante Pratto, ex-jogador de Atlético-MG e São Paulo, começou no banco e deu lugar a Borré, mas na segunda etapa entrou na vaga de Scocco, ex-Internacional.

O jogo foi bastante brigado e começou amarrado, sem chances muito claras para os dois times. A primeira finalização aconteceu apenas aos 13 minutos, uma tentativa de Ponzio, que não pegou em cheio na bola e facilitou o trabalho de Marcelo Grohe. Quatro minutos depois, o goleiro gremista deu um susto ao soltar um cruzamento fechado de Palacios, mas, para sorte do Tricolor, a bola não entrou.

O time visitante marcava bem, mas dava pouco trabalho ao goleiro Armani, que enfim sujou o uniforme aos 24, em chute forte de Cícero, desviado pelo camisa 1 para escanteio. Quem respondeu, aos 30, foi Palacios, também enchendo o pé, mas Grohe também espalmou pela linha de fundo.

O River só não foi para o intervalo em vantagem porque o goleiro do Grêmio ligou o modo "milagreiro" aos 39 minutos. A bola foi de pé em pé no ataque 'millonario', Scocco preparou, Martínez soltou a bomba e Grohe salvou.

Na volta do intervalo, logo aos quatro minutos, o atual campeão escapou por pura incompetência do adversário. Quintero cobrou escanteio, a defesa bobeou e Maidana apareceu livre para cabecear, mas arrematou por cima do travessão.

Aos 16, também em escanteio, o Imortal ensinou como se faz. Alisson cruzou, Michel ganhou da defesa pelo alto na primeira trave e completou de cabeça para a rede, colocando a equipe visitante à frente.

Em vantagem, o Tricolor passou a se arriscar menos, mas nem por isso dava campo para o adversário. O time de Renato Gaúcho continuou atacando e teve duas oportunidades na bola parada, aos 24 e aos 28, mas Alisson deu nas mãos de Armani na primeira, e Ramiro mandou diretamente para fora na segunda.

Em outra infração, aos 33 minutos, Jael acertou a barreira, mas Leonardo ficou com a sobre e chutou a centímetros do alvo, rente à trave. Pratto tentou responder aos 36, mas teve o chute bloqueado por Michel, em carrinho providencial.

Nos instantes finais, Quintero fez duas tentativas para buscar a igualdade, mas fracassou nas duas. Aos 45 minutos, o colombiano arriscou da intermediária e encobriu a meta. Aos 48, bateu falta no cantinho esquerdo, mas Grohe se esticou e defendeu.



Ficha técnica:.

River Plate: Armani; Montiel, Maidana, Pinola e Casco; Ponzio (Pérez), Palacios (Fernández), Quintero e Martínez; Scocco (Pratto) e Borré. Técnico: Marcelo Gallardo.

Grêmio: Marceo Grohe; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Ramiro (Thaciano), Michel, Cícero e Alisson (Kaio); Jael (Thonny Anderson). Técnico: Renato Gaucho.

Árbitro: Víctor Carrillo (Peru), auxiliado pelos compatriotas por Jonny Bossio e Víctor Raez.

Cartões amarelos: Borré, Maidana, Pinola e Ponzio (River Plate); Alisson, Kannemann e Michel (Grêmio).

Gol: Michel (Grêmio).

Estádio: Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.

Esporte