PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com técnico pressionado, Real busca reabilitação na Champions lanterna

22/10/2018 15h12

Madri/Praga, 22 out (EFE).- O Real Madrid se ampara na Liga dos Campeões, sua competição preferida, para buscar uma saída para a crise em que se envolveu ao completar uma sequência de três derrotas e de cinco partidas sem vencer, e precisará da vitória sobre o modesto Viktoria Plzen nesta terça-feira no estádio Santiago Bernabéu.

O começo de temporada do atual campeão europeu não é nada animador. O time é apenas o sétimo colocado do Campeonato Espanhol, depois de ter perdido em casa para o Levante no último sábado, e terceiro no grupo G da Champions, com três pontos e menor número de gols marcados que a Roma, vice-líder. Quem aparece no topo da tabela é o surpreendente CSKA Moscou, que bateu o Real na rodada passada e soma quatro pontos. O Plzen tem um.

O começo de Julen Lopetegui é o pior de um técnico no clube madrilenho com o Florentino Pérez como presidente. Conhecido como imediatista, o dirigente já estaria atrás de um substituto, segundo informações da imprensa espanhola.

Na tentativa de se manter no cargo, Lopetegui terá apenas um desfalque, o lateral-direito Carvajal. Recuperado de lesão na panturrilha, o lateral-esquerdo Marcelo retornou à equipe no fim de semana, enquanto no gol será mantido o rodízio e Keylor Navas começará jogando.

Apesar da pressão, o treinador espanhol, que neste ano foi demitido da seleção espanhola dois dias antes do começo da Copa do Mundo, se disse focado na partida contra o Plzen.

"Não penso em nada mais além da partida de amanhã (terça), que requer toda a nossa energia. Não leio nem escuto as notícias. O que faço é analisar o adversário e a equipe. Não olho além desse cenário porque é o que me obriga a minha responsabilidade como treinador. Temos um jogo importante pela Champions e estou convencido de que será um grande jogo", declarou Lopetegui em entrevista coletiva.

Na outra partida da chave, no Estádio Olímpico de Roma, a equipe anfitriã precisará lidar com os desfalques do volante De Rossi e do lateral-esquerdo Kolarov, ambos titulares, para tentar assumir a ponta.

Enquanto no Real muitos lamentam a saída de Cristiano Ronaldo, a Juventus, com o craque como titular depois de ter cumprido suspensão na rodada anterior, fará confronto direto com o Manchester United pela ponta do grupo H em Old Trafford.

As duas equipes terão desfalques importantes no ataque. A Juve, líder com seis pontos, perdeu Mandzukic, que machucou o tornozelo esquerdo durante o treino desta segunda-feira, enquanto nos 'Diabos Vermelhos', que estão em segundo, com quatro, perderam Sánchez, embora o técnico José Mourinho não tenha revelado os motivos.

Na terceira posição da chave, com um ponto, o Valencia buscará a primeira vitória nesta Liga dos Campeões em duelo com o lanterna Young Boys, que ainda não pontuou. O jogo será realizado na cidade de Berna.

O Bayern de Munique, que vinha de quatro partidas sem vitória, se recuperou ao bater o Wolfsburg por 3 a 1 no último sábado, na Volkswagen Arena, e quer embalar enfrentando o AEK Atenas na Grécia. O time bávaro é segundo colocado no grupo E da Champions, com quatro pontos e saldo de gols pior que o do Ajax, que jogará contra o Benfica em Amsterdã.

No embolado grupo F, o líder é o Lyon (4 pontos), que nesta terça irá à Alemanha encarar o Hoffenheim (1), último colocado. Em Kharkiv, o Manchester City (3) terá pela frente o Shakhtar Donetsk (2).

Esporte