PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Hamilton confirma favoritismo e crava pole no GP dos EUA; Vettel sairá em 5º

20/10/2018 19h22

Redação Central, 20 out (EFE).- O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, garantiu neste sábado a pole position do Grande Prêmio dos Estados Unidos, em que pode se sagrar pela quinta vez na carreira campeão mundial de Fórmula 1, desbancando o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que largará em quinto, por causa de punição recebida.

O líder da temporada cravou o tempo de 1min32s237, o que permitirá que largue pela terceira vez consecutiva na primeira posição na prova realizada no Circuito das Américas, na cidade de Austin. Na carreira, já são 81 oportunidades na ponta da fila de uma corrida da categoria.

Hamilton pode conquistar o penta neste domingo, bastando conseguir oito pontos a mais que Vettel. Se vencer, por exemplo, terá que torcer para o alemão terminar em terceiro ou em posição pior. Na sessão de classificação, o piloto da Ferrari foi o segundo mais rápido, com 1min32s307.

A posição de largada do único concorrente do britânico, no entanto, será o quinto lugar, devido punição devido a não redução de velocidade diante de uma bandeira vermelha apresentada no primeiro treino livre, realizado ontem. Assim, o finlandês Kimi Raikkonen, companheiro de Vettel, completará a primeira fila.

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, e o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, também ganharam posição com a sanção aplicada ao alemão, e serão alinhados na terceira e quarta colocações do GP dos EUA, respectivamente.

O francês Esteban Ocon, da Force India, largará no sexto posto, logo a frente do alemão Nico Hulkenberg, da Renault, do francês Romain Grosjean, da Haas, do monegasco Charles Leclerc, da Sauber, e do mexicano Sergio Pérez, da Force India, que ocuparão do sétimo ao décimo lugar, nesta ordem.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, foi uma das decepções da sessão de classificação. Ainda no Q1, o piloto sofreu uma quebra, após atacar uma zebra e não conseguiu voltar para a pista, ficando sem marcar tempo na segunda parte do treino. Com isso, largará em 13º, beneficiado por punições ao francês Pierre Gasly e ao neozelandês Brendon Hartley, ambos da Toro Rosso.

Esporte