PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Pole nos EUA, Hamilton diz que Ferrari é ameaça: "Não há margem de erro"

Vettel e Hamilton conversam após treino classificatório do GP dos EUA - Charles Coates/Getty Images/AFP
Vettel e Hamilton conversam após treino classificatório do GP dos EUA Imagem: Charles Coates/Getty Images/AFP

20/10/2018 19h52

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, afirmou neste sábado que os carros da Ferrari são ameaças reais no Grande Prêmio dos Estados Unidos. Ele garantiu a primeira colocação no grid de largada.

"As diferenças são mínimas. Não há margem de erro", disse o líder da temporada, que cravou o tempo de 1min32s237.

O alemão Sebastian Vettel foi apenas 60 milésimos mais lento que Hamilton, enquanto o finlandês Kimi  Raikkonen ficou a 71 milésimos da pole position. O segundo colocado da temporada, no entanto, foi punido com a perda de três posições e terá que largar em quinto.

"A equipe está trabalhando bem neste fim de semana e teremos que fazer o mesmo esforço na corrida", avaliou o britânico, diante do bom desempenho da Ferrari no Circuito das Américas, em Austin.

Hamilton pode conquistar o título mundial pela quinta vez neste domingo, bastando conseguir oito pontos a mais que Vettel. Se vencer, por exemplo, terá que torcer para o alemão terminar em terceiro ou em posição inferior.

Fórmula 1