PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fifa diz que Guerrero está impedido de atuar após decisão da justiça suíça

23/08/2018 15h13

Genebra, 23 ago (EFE).- A Fifa confirmou nesta quinta-feira que o atacante peruano Paolo Guerrero, do Internacional, volta a estar suspenso, devido a revogação pela justiça da Suíça do efeito suspensivo que o liberou para jogar, inclusive, a Copa do Mundo.

"A Fifa toma nota da decisão do Tribunal Federal da Suíça, de retirar a suspensão temporária que havia concedido em relação a punição imposta pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) ao jogador Paolo Guerrero", aponta comunicado da entidade enviado à Agência Efe.

O efeito suspensivo havia concedido em maio deste ano, faltando oito meses para o fim da pena imposta por flagrante em exame antidoping durante as Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo, em 5 outubro do ano passado.

Então no Flamengo, Guerrero foi suspenso por 12 meses, em dezembro. Poucos dias depois ao anúncio da pena, o peruano a viu reduzida pela metade. Após recurso da Agência Mundial Antidoping (WADA), junto a CAS, o gancho subiu para 14 meses.

O Tribunal Federal da Suíça, por sua vez, acatou recurso do jogador, aceitando a justificativa de que não havia se tratado de um consumo intencional de substância proibida, no caso, um metabolito da cocaína.

Com a decisão de hoje, a suspensão volta a estar ativa e o atacante terá que cumprir os oito meses restantes da pena, assim, não podendo atuar em 2018 pelo Internacional, que anunciou sua contratação há 11 dias.

Esporte