PUBLICIDADE
Topo

Esporte

União Ciclista Internacional nega fraudes tecnológicas no Tour de France

31/07/2018 10h23

Madri, 31 jul (EFE).- A União Ciclista Internacional (UCI) informou em comunicado que não registrou nenhum caso de fraude tecnológica durante o Tour de France 2018, vencido pelo galês Geraint Thomas.

De acordo com a organização, para detectar alguma possível fraude tecnológica foram realizados 2.852 testes com base em ressonância magnética, raios X e imagens térmicas antes, durante e depois das etapas. Também foram feitos 164 testes com raios X em bicicletas ao final das etapas.

"Foram testadas entre cinco e dez bicicletas em cada etapa, incluindo a do ganhador da etapa e a do camisa amarela", afirmou a UCI em comunicado.

David Lappartient, presidente da UCI, afirmou que o objetivo com essas iniciativas é eliminar a suspeita e demonstrar ao público e a todos os agentes relacionados com o ciclismo que este esporte é "crível".

"Seguiremos trabalhando neste sentido, para garantir que a reputação positiva do ciclismo esteja garantida", declarou Lappartient.

Esporte