PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lugano dispara contra cartolas uruguaios: "Espetáculo de misérias humanas"

Ex-capitão, Lugano cobra dirigentes da AUF em meio à crise institucional - Laurence Griffiths/Getty Images
Ex-capitão, Lugano cobra dirigentes da AUF em meio à crise institucional Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images

31/07/2018 17h11

O ex-zagueiro Diego Lugano, atual superintendente de relações institucionais do São Paulo, criticou nesta terça-feira a cúpula da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), um dia após da renúncia de Wilmar Valdez, que presidia a entidade desde abril de 2014.

"Não há palavras para descrever o infeliz espetáculo, exibindo todas as misérias humanas, que nossos dirigentes estão dando na AUF para a sociedade e o mundo. Onde traições são comuns. Como chegamos a isso?", indagou o antigo capitão da Celeste pelo Twitter.

Ontem, Valdez renunciou ao cargo, um dia antes das eleições da entidade, em que tentaria a reeleição. O agora ex-mandatário alegou razões "estritamente familiares e pessoais", depois da notícia da existência de áudios que "comprometeriam" sua imagem, mas que não foram tornados públicos.

Com isso, as eleições terão como candidatos Arturo del Campo, ex-presidente do Danubio, e Eduardo Abulafia, antigo mandatário da liga que organiza a segunda divisão do Campeonato Uruguaio. A Conmebol e o sindicato dos jogadores já pediram adiamento do pleito.

"É de caráter urgente e de sobrevivência, que os jogadores, assim como em todas as partes do mundo, tenham voz e voto, nas decisões que influenciam nossa vida", completou Lugano.

Esporte