Topo

Esporte


Especulado, brasileiro rejeita possibilidade de treinar seleção mexicana

Azael Rodriguez/Getty Images
Imagem: Azael Rodriguez/Getty Images

30/07/2018 20h32

O brasileiro Tuca Ferretti, atual treinador do Tigres, revelou nesta segunda-feira (30) que foi sondado para dirigir a seleção do México, mas rejeitou qualquer possibilidade de assumir o cargo caso seja convidado.

"Revelaram-me que eu estava entre os candidatos, e eu disse muito obrigado. Não sou da comissão de seleções, existe uma comissão para decidir. Tinham quatro candidatos, agora são três, e vou apoiar o que for escolhido em tudo o que ele precisar", afirmou o treinador, de 64 anos, em entrevista coletiva.

Ex-jogador de Botafogo, Vasco, CSA e Bonsucesso nos anos 70, o brasileiro é considerado um dos melhores técnicos do México nas últimas décadas e conquistou as três últimas edições do Torneio Apertura do Campeonato Mexicano.

Ele dirigiu o México de maneira interina em quatro partidas em 2015, entre elas a decisão da classificatória para a Copa das Confederações de 2017, na qual o México venceu os Estados Unidos na prorrogação. Na época também rejeitou permanecer no cargo, sendo sucedido por Juan Carlos Osorio.

A seleção 'Tri' ficou sem técnico na última sexta-feira (27), depois que Osorio não aceitou uma proposta de renovação. O colombiano teve o melhor aproveitamento de um técnico no cargo nos últimos 28 anos, vencendo 33 partidas, empatando nove e perdendo dez. Na última Copa do Mundo, levou os mexicanos às oitavas de final, fase em que foram eliminados com derrota de 2 a 0 para o Brasil.

Mais Esporte