PUBLICIDADE
Topo

Esporte

FIA libera Ferrari de entrevistas coletivas no GP da Hungria

26/07/2018 14h00

Budapeste, 26 jul (EFE).- A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta quinta-feira que liberou a Ferrari de participar das entrevistas coletivas de hoje e amanhã, que antecedem o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1 devido à morte do presidente da escuderia Sergio Marchionne.

"Devido às circunstâncias excepcionais que aconteceram com a equipe da Ferrari, a FIA decidiu liberar seus representantes, Kimi Raikkonen e Maurizio Arrivabene, da participação das entrevistas coletivas desta quinta e sexta-feira. No caso de um dos pilotos da escuderia ficar entre os três primeiros colocados no sábado ou no domingo, eles devem comparecer às entrevistas normalmente", disse a FIA em um comunicado.

Sergio Marchionne morreu aos 66 anos nesta quarta, após complicações de uma cirurgia no ombro, realizada na Suíça. De luto, a equipe hasteou sua bandeira a meio mastro e todos os mecânicos da equipe estão usando braçadeiras pretas no circuito de Hungaroring.

Esporte