PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Federação Marroquina diz que técnico da seleção continuará no cargo

24/07/2018 15h57

Rabat, 24 jul (EFE).- O presidente da Federação Marroquina de Futebol (FRMF), Fawzi Lakjaa, afirmou nesta terça-feira que o técnico da seleção, Hervé Renard, permanecerá no comando da equipe.

"Renard segue e seguirá treinando a seleção porque temos um grande objetivo que os marroquinos esperam alcançar, que é ganhar a Copa Africana de Nações de 2019", disse o dirigente.

Lakjaa comentou sobre os rumores de que Argélia e Egito estariam interessados em contratar o técnico francês, que dirigiu o Marrocos na última Copa do Mundo e permanece prestigiado apesar das derrotas para Irã e Portugal, ambas por 1 a 0, e o empate com a Espanha em 2 a 2.

"O contrato com Renard é até 2022 e, se uma das duas partes optar por rompê-lo, terá que pagar o salário total do treinador até o final do contrato", advertiu.

Na última terça-feira, Renard deixou claro que não tem interesse em trocar de equipe e que está satisfeito. "Não deixaria meu cargo para treinar qualquer outra seleção africana em nenhuma hipótese", salientou.

O técnico francês assumiu a seleção marroquina em fevereiro de 2016 e, após classificar a equipe para sua primeira Copa do Mundo desde 1998, seu contrato foi renovado até 2022. Aos 47 anos, ele já é o técnico que mais tempo ficou no cargo, desde a primeira passagem de Badou Zaki, entre 2002 e 2005, em uma equipe na qual os treinadores não costumam durar muito: foram 12 trocas de técnico nos últimos 13 anos.

Renard também é muito bem visto no futebol africano, principalmente depois de ter conquistado duas vezes a Copa Africana de Nações (CAN), com Zâmbia, em 2012, e Costa do Marfim, em 2015.

Esporte