PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ryan Lochte recebe suspensão de 14 meses por descumprir regra antidoping

23/07/2018 17h02

Redação Central, 23 jul (EFE).- O nadador americano Ryan Lochte, seis vezes campeão olímpico, foi suspenso nesta segunda-feira pela Agência Americana Antidoping até julho de 2019 por ter descumprido uma regra antidoping ao aplicar uma injeção intravenosa proibida.

A entidade abriu uma investigação após o americano ter postado, em maio, uma foto nas redes sociais recebendo uma injeção intravenosa. Apesar da substância não ser proibida pelo órgão, a agência americana exige que, para injeções acima dos 100ml dentro de um período de 12 horas, o atleta esteja hospitalizado ou tenha a permissão da agência.

O americano recebeu uma suspensão de 14 meses, contando desde maio, que o deixará fora das piscinas até julho do ano que vem. Com essa punição, Lochte perderá o campeonato nacional que será disputado nesta semana na Califórnia; o Pan-Pacífico, em agosto; e o Mundial de Esportes Aquáticos, que será realizado a partir de 12 de julho de 2019, na Coreia do Sul.

Esta é a segunda punição que o atleta recebe em menos de dois anos. Em 2016, durante os Jogos Olímpicos do Rio, o americano se envolveu em uma confusão em um posto de gasolina junto com três companheiros de equipe, mas fingiu ter sido vítima de um assalto para a imprensa.

A federação americana de natação decidiu então suspender Lochte por 10 meses e ele ainda foi processado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por falsa comunicação de crime.

Esporte