PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lateral japonês joga favoritismo para a Bélgica: "Não temos nada a perder"

30/06/2018 08h59

Rostov-no-Don, 30 jun (EFE).- O lateral-esquerdo Yuto Nagatomo, um dos jogadores mais experientes da seleção japonesa, admitiu neste sábado que sua equipe enfrentará a Bélgica na próxima segunda-feira, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, como francoatiradora, mas ressaltou que a equipe asiática foi crescendo ao longo da competição.

"Certamente será um jogo difícil. A Bélgica é uma equipe melhor que a nossa. Mas o Japão agora ganhou em confiança, estamos melhor. Além disso, não temos nada a perder", comentou o defensor do Galatasaray em entrevista coletiva dois dias antes do duelo com os 'Diabos Vermelhos', na Rostov Arena, que definirá o adversário de Brasil ou México nas quartas.

O Japão ficou em segundo lugar no grupo H, tido como o mais equilibrado da Copa, com quatro pontos, e superou Senegal no último critério de desempate, o número de cartões. Ficou atrás da Colômbia, que somou seis pontos, e à frente da Polônia, com apenas três.

"Na primeira fase, enfrentamos equipes que possivelmente tenham mais qualidade do que a nossa. Tivemos três jogos difíceis e seguimos adiante. A classificação é algo que já tem que nos deixar satisfeitos", afirmou.

Os 'Samurais Azuis' estão na Rússia com 11 jogadores que disputaram a Copa de 2014 no Brasil. Há quatro anos, a campanha foi pior, com duas derrotas e um empate e a eliminação ainda na fase de grupos.

"Estamos melhores, mais competitivos. E demonstramos do que somos capazes se jogarmos o tempo todo com intensidade. Desta vez, estivemos focados e envolvidos do começo ao fim. E existe uma grande união dentro do grupo. Acredito que essa tenha sido a principal diferença", considerou.

Esporte