PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Verdasco mantém embalo e é campeão de duplas do Rio Open com Marrero

24/02/2018 23h37

Rio de Janeiro, 24 fev (EFE).- Pouco depois de ter se classificado para a final em simples, o espanhol Fernando Verdasco voltou à quadra Guga Kuerten para a decisão do título de duplas, e, ao lado do compatriota David Marrero, bateu o croata Nikola Mektic e o austríaco Alexander Peya para se sagrar campeão de duplas do Rio Open.

Verdasco e Marrero venceram por 2 a 1 de virada, com parciais de 5-7, 7-5 e 10-8, em 1h50min de partida, e conquistaram o sétimo título da parceria, o primeiro desde o ATP Finals de 2013.

Os espanhóis tiveram uma trajetória curiosa no Rio de Janeiro e não foram campeões invictos. Os dois perderam para o tcheco Jiri Vesely e o chileno Nicolás Jarry no qualifying, mas entraram na chave principal graças à desistência do compatriota Pablo Carreño Busta e o uruguaio Pablo Cuevas, que ficaram com o troféu no ano passado.

A partir de então, embalaram e inclusive deixaram pelo caminho duas duplas de brasileiros. Marcelo Demoliner e o francês Gael Monfils caíram logo na estreia, enquanto Bruno Soares e o britânico Jamie Murray foram derrubados nas semifinais.

Marrero disputou a final no Rio pela terceira vez e conquistou o primeiro título, depois de ter sido derrotado nas finais de 2014, ao lado do também brasileiro Marcelo Melo, e 2016, com Carreño Busta. Nos dois casos, os algozes foram os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

Já Verdasco pode se tornar o primeiro a sair do Jockey Club Brasileiro, sede do torneio, com dois títulos no mesmo ano. Amanhã, ele enfrentará o argentino Diego Schwartzman na decisão no individual.

Esporte