PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Monfils elogia Rio, mas diz ser cedo para responder se voltará em 2019

23/02/2018 20h20

Rio de Janeiro, 23 fev (EFE).- Eliminado nas quartas de final do Rio Open de tênis nesta sexta-feira pelo argentino Diego Schwartzman, o francês Gael Monfils elogiou o Rio de Janeiro e o Jockey Club brasileiro, sede do torneio ATP 500, mas preferiu deixar em aberto a possibilidade de voltar no ano que vem.

"A cidade é muito boa, gosto muito da energia que existe aqui. O clube é bom, há algumas facilidades. O clima foi um problema, mas a experiência foi muito boa. Voltar ou não para o Rio vai depender de voltar ou não para o tour sul-americano, mas a próxima temporada ainda está longe e, por enquanto, não tenho ideia da resposta", comentou o 39º colocado do ranking mundial.

Devido à chuva, que vem dando pouca trégua na capital fluminense, as quadras dos torneios estão mais lentas que o normal. Monfils considerou que esse fator foi um empecilho para que ele fosse mais longe em seu primeiro Rio Open.

"A quadra estava realmente bastante lenta, não muito fácil de se mover, mas as condições foram as mesmas para os dois, não? Conversei com Diego antes do jogo e a gente reparou que estaria lenta. As condições durante a semana não foram as ideais, mas foi assim para todo mundo", analisou.

O francês teve uma quebra de saque de vantagem nos dois sets contra Schwartzman, mas levou a virada em ambos e perdeu por 2 a 0, com parciais de 6-3 e 6-4.

"O jogo não foi tão bom, não consegui jogar tão bem, queria ter jogado melhor. Estou buscando por um tênis melhor, mas não é tão fácil, do outro lado havia alguém que está jogando bem. Estou lutando, e espero estar de volta ao meu melhor logo", acrescentou. EFE

dr/rd

Esporte