PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mourinho vê empate com Sevilla como justo e nega que United foi pressionado

21/02/2018 20h30

Sevilla, 21 fev (EFE).- O técnico do Manchester United, o português José Mourinho, considerou que o empate entre sua equipe o Sevilla em 0 a 0 nesta quarta-feira, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, foi justo e negou que os 'Diabos Vermelhos' tenham sido sufocados, apesar das muitas grandes defesas feitas pelo goleiro De Gea.

"Tivemos bastantes chances de marcar um gol. O único momento em que nos vimos aliviados por não ter levado um foi nos últimos minutos do primeiro tempo, em erros de posicionamento que permitiram que eles encontrassem espaços. Além do que o estádio colaborou para isso, o ambiente aqui é incrível. Foi um jogo equilibrado", opinou o treinador.

Em um intervalo de menos de cinco minutos nos instantes finais da primeira etapa, o goleiro dos 'Diabos Vermelhos' fez três grandes defesas: uma em chute de Correa e outras duas em cabeceios de N'Zonzi e depois Muriel. "De Gea apareceu quando foi preciso", minimizou Mourinho.

Foram 17 finalizações do Sevilla, das quais oito foram em direção à meta, enquanto o United tentou em cinco ocasiões e acertou o alvo apenas uma vez. Além disso, a equipe espanhola teve maior posse de bola (56% a 44%) e mais escanteios (12 a 4). Perguntado a respeito desses números, Mourinho não deu grande importância a eles.

"Dizem que houve 15 chutes (foram 17), mas 13 deles são pura estatística. O resultado reflete o que foi visto no jogo. Não digo que foi bom ou ruim, só digo que haverá outro jogo e nele a disputa será decidida. Em Old Trafford, será importante vencer e tenho certeza de que teremos uma grande atmosfera também", declarou.

Esporte