PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Russo medalhista no curling em PyeongChang nega uso de substância dopante

20/02/2018 13h10

Moscou, 20 fev (EFE).- O russo Aleksandr Krushelnitckii, medalhista de bronze na prova mista do curling, nos Jogos Olímpicos de Inverno, que estão sendo disputados em PyeongChang, na Coreia do Sul, negou nesta terça-feira ter utilizado qualquer substância ilegal em toda a carreira.

"Estou disposto a afirmar abertamente que nunca, nem uma só vez, em todo o tempo que pratico esportes, utilizei substâncias proibidas, ou qualquer outro meio sujo", garantiu o atleta flagrado por uso de meldonium, por meio de comunicado.

Krushelnitckii ficou em terceiro na prova mista do curling, ao lado da mulher Alexandra Bryzgalova. O russo lamentou o resultado do exame antidoping, garantindo que foi um "choque" para ambos.

"Foi um grande revés, tanto para nossa reputação, como para nossa carreira. Só um homem sem bom senso pode recorrer a algum tipo de doping, ainda mais como meldonium, às vésperas dos Jogos Olímpicos, onde os exames são do mais alto nível", garantiu.

A delegação da Rússia enviada aos Jogos confirmou nesta terça-feira, em PyeongChang, que a contra-prova do exame do jogador de curling também deu resultado positivo, o que confirma o uso da substância proibida.

Comunicado divulgado pelos Atletas Olímpicos da Rússia nos Jogos de Inverno lembra que Krushelnitckii testou negativo em todos os exames anteriores.

Esporte