PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pivô brasileiro Tiago Splitter anuncia sua aposentadoria do basquete

20/02/2018 04h05

Houston (EUA), 20 fev (EFE).- O pivô brasileiro Tiago Splitter anunciou na segunda-feira, de maneira oficial, sua aposentadoria do basquete, depois de não conseguir superar a lesão no quadril que sofreu em 2016, quando jogava na NBA pelo Atlanta Hawks.

Splitter, de 33 anos, que em 2014 se tornou o primeiro brasileiro a ser campeão da NBA, com o título do San Antonio Spurs, fez o anúncio através de sua conta do Twitter ao reconhecer que era "o momento de dizer tchau" após anos como profissional.

Ele afirmou se sentir "honrado" por ter sido jogador de basquete "o melhor (esporte) do mundo", e como qualquer atleta, o momento mais difícil é quando é preciso se retirar do esporte.

"Tenho que dizer tchau com o coração partido, mas tranquilo de ter cumprido o meu trabalho", destacou.

Splitter jogou seu melhor basquete com os Spurs, mas deixou San Antonio em 2015, ao ser transferido para os Hawks, onde se lesionou e desde então, embora tenha passado pela sala de cirurgia em fevereiro de 2016, não conseguiu se recuperar da lesão no quadril.

O pivô conseguiu disputar apenas 44 partidas em dois anos pela franquia da Georgia e seu último jogo foi em abril do ano passado.

Splitter explicou que a operação do lado direito do quadril foi um sucesso e que ele foi o primeiro jogador na NBA que jogou com uma prótese de metal, mas lhe começou a atrapalhar o esquerdo e para seguir competindo sem problemas, necessitava operar o outro lado, o que faria com que ele parasse por mais um ano.

Após passar duas temporadas com o Atlanta Hawks, em fevereiro do ano passado foi para o Philadelphia 76ers em troca do ala-pivô turco Ersan Ilyasova.

Mesmo agora longe das quadras, Splitter considera que não ficará afastado da NBA por muito tempo. O brasileiro admitiu ter conversado com seu ex-treinador Gregg Popovich sobre a possibilidade de ocupar algum cargo dentro do San Antonio Spurs.

Esporte