PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chelsea e Barcelona iniciam eliminatória repleta de história na Champions

19/02/2018 15h56

Londres/Barcelona, 19 fev (EFE).- Chelsea e Barcelona abrirão nesta terça-feira, no estádio Stamford Bridge, em Londres, a sexta série eliminatória entre ambos pela Liga dos Campeões da Europa desde 2000, em que o vencedor garantirá classificação para as quartas de final do torneio.

O time espanhol leva a melhor no retrospecto com a equipe inglês, tendo avançado em três oportunidades, no primeiro encontro, nas quartas; em 2006, nas oitavas; e em 2009, nas semis. Os 'Blues', por sua vez, bateram os 'Blaugranas' em 2005, também nas oitavas; e há quatro anos, nas semis.

Além disso, Chelsea e Barça duelaram na fase de grupos, em 2006, com o time inglês levando a melhor por 1 a 0, em casa, e empatando fora em 2 a 2. Com isso, o representante londrino avançou na primeira colocação, deixando o clube da Catalunha na segunda posição.

Um dos confrontos mais lembrados, curiosamente, tem o momento mais célebre ligado ao eliminado. Em 8 de março de 2005, o Barcelona levava para o Stamford Bridge a vantagem de ter vencido na ida por 2 a 1. Aos 19 do primeiro tempo, a equipe espanhola já perdia por 3 a 0, até que Ronaldinho Gaúcho entrou em cena.

O brasileiro marcou de pênalti aos 27 da etapa inicial e, nove minutos depois, anotou golaço, com leve toque para as redes, após "sambadinha" na frente de marcador. Em seguida, no entanto, o Chelsea marcou duas vezes, venceu por 4 a 2 e ficou com a vaga.

O palco do duelo desta terça-feira será o mesmo do genial momento do antigo camisa 10 'blaugrana'. No dia 14 de março, haverá o reencontro, no estádio Camp Nou, em que será definido o classificado para as quartas de final desta edição do torneio.

Para o jogo desta quarta-feira, o Chelsea chega dando sinais de recuperação, depois de série de resultados negativos, como a eliminação na Copa da Liga Inglesa, diante do Arsenal, e a derrota para o Bournemouth por 3 a 0, em casa, e para o Watford por 4 a 1, fora, pelo Inglês.

A fase chegou a fazer o técnico italiano Antonio Conte, que é acusado de ter má relação com o elenco, balançar na função. Nas últimas duas partidas, os 'Blues' bateram o West Bromwich por 3 a 0, pelo campeonato, e sobre o Hull City por 4 a 0, pela Copa da Inglaterra.

Para a partida, o time inglês não contará com o zagueiro brasileiro David Luiz e, provavelmente, com o volante francês Tiemoué Bakayoko, já que ambos se recuperam de lesão. O meia inglês Ross Barkley, também entregue ao departamento médico, é outra dúvida.

Com relação ao 11 inicial, Conte não deverá apresentar grandes surpresas, escalando o time no 3-4-3. No setor ofensivo, Willian, o belga Eden Hazard e o espanhol Álvaro Morata deverão começar jogando. O lateral-esquerdo Marcos Alonso, 100% fisicamente, é cotado para atuar no lugar do italiano Davide Zappacosta.

No Barcelona, o momento é de irregularidade, depois dos empates com Espanyol (1 a 1) e Celta de Vigo (0 a 0), e da vitória, com má atuação sobre o Eibar (2 a 0), todos os jogos válidos pelo Campeonato Espanhol.

Para o jogo pela Liga dos Campeões, um desfalque certo na equipe catalã é o meia brasileiro Philippe Coutinho, ex-Vasco, que está fora por ter participado da fase de grupos da competição, vestindo a camisa do Liverpool. Outro que estará fora é o lateral-direito português Nélson Semedo, que está suspenso.

O técnico espanhol Ernesto Valverde ainda não definiu o substituto do camisa 14, que pode ser outro jogador da seleção comandada por Tite, o volante Paulinho, ou o atacante francês Ousmane Dembélé, que se recuperou de série de lesões.



Prováveis escalações:.

Chelsea: Courtois; Azpilicueta, Christensen e Rüdiger; Moses, Kanté, Fàbregas e Alonso; Willian, Hazard e Morata. Técnico: Antonio Conte.

Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Umtiti, Piqué e Alba; Busquets, Rakitic, Paulinho (ou Dembélé) e Iniesta; Messi e Suárez. Técnico: Ernesto Valverde.

Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia), auxiliado pelos compatriotas Bahattin Duran e Tarik Ongun.

Estádio: Stamford Bridge, em Londres (Inglaterra).

Esporte