PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Arsenal descarta saídas de Sánchez, Özil e Wilshere em janeiro

28/11/2017 14h15

Londres, 28 nov (EFE).- O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, descartou nesta terça-feira que Alexis Sánchez, Mesut Özil e Jack Wilshere serão negociados na próxima janela de transferências, em janeiro.

Sánchez e Özil, dois dos principais jogadores do elenco, têm contrato até junho de 2018, mas, apesar das diversas tentativas de renovação, ainda não assinaram a ampliação do vínculo.

O treinador francês ressaltou que conta com ambos para "toda a temporada" e confia em mantê-los no primeiro semestre, "a menos que aconteça algo inacreditável".

"Queremos que fiquem, é o que dissemos em diversas ocasiões. "Enquanto estiverem aqui, vão dar tudo pelo clube. Eles vão ficar até o final da temporada e, a menos que aconteça algo inacreditável, não acredito que isso vá mudar", respondeu Wenger nesta terça-feira ao ser perguntado sobre o futuro de Sánzhes e Özil.

"Estão no último ano de contrato. Se vão ficar mais tempo? É impossível eu responder isso hoje, mas eles têm contrato até o final de temporada", repetiu. Özil está no clube desde setembro de 2013, enquanto Sánchez foi contratado pelos 'Gunners' um ano depois, em julho de 2014.

Em entrevista coletiva prévia à partida de quarta-feira contra o Huddersfield Town, Wenger também garantiu que Jack Wilshere, que foi ventilado no Real Betis para janeiro, deve permanecer no futebol inglês.

"Vou lutar para que ele fique aqui, já que é um jogador de alto nível", disse o técnico, ao enfatizar que "o melhor" para Wilshere é continuar na Inglaterra.

O meia inglês, de 25 anos, muito prejudicado pelas várias lesões nos últimos anos, ainda não foi titular em nenhuma partida do Campeonato Inglês nesta temporada, desde que voltou de empréstimo ao Bournemouth.

Esporte