PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasileiro faz gol do título da 'Champions' e leva japoneses ao Mundial

Atacante Rafael Silva fez o gol do título do Urawa Red na Liga dos Campeões da Ásia - AFP PHOTO / Kazuhiro NOGI
Atacante Rafael Silva fez o gol do título do Urawa Red na Liga dos Campeões da Ásia Imagem: AFP PHOTO / Kazuhiro NOGI

Da EFE e da Lancepress

25/11/2017 13h28

O Urawa Red Diamonds, do Japão, conquistou neste sábado o título da Liga dos Campeões da Ásia, ao vencer em casa o Al Hilal, da Arábia Saudita, por 1 a 0 no jogo de volta da final do torneio, e de quebra garantiu vaga no Mundial de Clubes da Fifa.

O único gol da partida foi marcado nos acréscimos, aos 47 minutos do segundo tempo, pelo atacante brasileiro Rafael Silva, ex-Coritiba e com passagens por Lugano, da Suíça, e pelo também japonês Albirex Niigata.

Rafael foi o grande herói do título não só pelo que fez hoje, já que, no último sábado, no duelo de ida, na Arábia Saudita, marcou o gol do Urawa no empate em 1 a 1.

Esta foi a segunda vez que o time japonês se sagrou campeão asiático - a primeira foi em 2007, quando tinha como grande destaque o atacante Washington 'Coração Valente', ex-Atlético-PR, Fluminense e São Paulo, entre outros clubes.

O jogo

Um empate em 0 a 0 bastaria para o Urawa Reds conquistar a Liga dos Campeões da AFC. Os Reds foram cautelosos durante toda a partida e contaram com Mauricio Antonio, ex-São Paulo, na zaga para segurar o Al-Hilal. No entanto, no final do jogo e com um a mais, o Urawa partiu para o ataque e Rafael Silva, revelado pelo Corinthians, marcou o gol que fez o tradicional time japonês ser o mais novo campeão asiático.

O jogo foi bastante tenso e a torcida da casa deu um show à parte. Mais de 60 mil pessoas gritavam o tempo todo e jogavam junto com time. Mauricio, que começou no banco, entrou no segundo tempo e salvou três lances de perigo criados pelo Al-Hilal. Aos 30 minutos da etapa final, os árabes tiveram um jogador expulso, e o treinador japonês Takafumi Hori avançou seu time. Em jogada individual, Rafinha marcou o gol da vitória que garantiu a taça.

Foram dez anos sem conquistar o título mais importante da Ásia. Agora, o time de maior torcida no país, retorna ao topo do continente com a ajuda de dois brasileiros. Um deles, o zagueiro Mauricio Antonio, mostrou-se ser pé quente. Em quatro meses, essa é a sua segunda conquista.

- Muitos me perguntaram o que eu viria fazer no Japão. Hoje, dentro de campo, estou dando minha resposta. Busco títulos, e esse é o meu segundo em meia temporada. O trabalho não para - comemora Mauricio.

Com a vitória, o Urawa Reds carimba o passaporte para Abu Dhabi, e seguindo o chaveamento já estipulado no mês passado, pode disputar a semifinal do Mundial de Clubes FIFA contra o Real Madrid.

- É um momento muito especial na minha carreira. Vamos disputar um torneio mundial e enfrentar grandes jogadores. Casemiro, por exemplo, é meu amigo desde a base do São Paulo. Estou muito feliz de ter essa oportunidade. Vamos jogar com o coração lá em Abu Dhabi - promete o zagueiro.

Esporte