PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Real goleia APOEL e se classifica na Champions; Tottenham é 1º do grupo

21/11/2017 19h47

Nicósia, 21 nov (EFE).- O Real Madrid atropelou nesta terça-feira o APOEL Nicosia por 6 a 0, fora de casa, e garantiu classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões, se juntando ao Tottenham, que já havia obtido uma vaga na rodada passada, derrotou o Borussia Dortmund na Alemanha e, assim, não perderá mais a primeira posição da chave.

O jogo disputado na capital do Chipre foi marcado pelo fim do jejum do atacante francês Karim Benzema, que estava há dez jogos sem marcar. O camisa 9 se aproveitou da fragilidade do rival e balançou as redes duas vezes, aos 39 e aos 46 minutos do primeiro tempo.

O atacante português Cristiano Ronaldo foi outro que anotou dois gols, aos 4 e aos 9 da etapa complementar, chegando a oito na competição, de que é artilheiro. O meia croata Luka Modric e o versátil defensor espanhol Nacho, que hoje atuou como zagueiro, também marcaram.

Com a vitória, o dono dos títulos das duas últimas temporadas chegou a dez pontos, garantindo a classificação para as oitavas com uma rodada de antecipação. Daqui a duas semanas, no entanto, mesmo se vencer o Borussia Dortmund no estádio Santiago Bernabéu, os comandados pelo francês Zinedine Zidane não irão além do segundo posto.

Isso porque o Tottenham bateu hoje o Borussia por 2 a 1 de virada, em Dortmund, e chegou aos 13 pontos. Caso o time inglês e o espanhol terminem empatados em pontos, os 'Spurs' levarão vantagem devido aos confrontos diretos, pois empataram fora em 1 a 1 e venceram em casa por 3 a 1.

Para o jogo desta terça-feira, o Real Madrid perdeu o zagueiro Sergio Ramos, que sofreu fratura no nariz durante o empate com o Atlético de Madrid em 0 a 0, pelo Campeonato Espanhol. O substituto foi Nacho. Marcelo também foi escalado como titular, enquanto Casemiro ficou no banco, dando lugar a Marco Asensio.

O APOEL, por sua vez, atuou sem o lateral-direito búlgaro Zhivko Milanov e o meia argentino Facundo Bertoglio, ex-Grêmio, ambos lesionados. A equipe teve no 11 inicial o zagueiro Carlão, ex-Corinthians, e o volante Vinícius, ex-União São João.

Determinado a carimbar o passaporte para às oitavas o mais rápido possível, o time espanhol ficou perto de marcar logo aos 2 minutos, quando Benzema cruzou, Cristiano Ronaldo ajeitou e soltou a bomba, que parou em defesa do goleiro Pérez.

O camisa 13 do APOEL, após evitar o gol do craque português, acabou se chocando com Carlão, que afastou a sobra, e sentiu dores na cabeça, precisando ser atendido. Poucos segundos depois do reinício, o espanhol voltou a cair, mas acabou seguindo na partida.

Com dificuldades para acertar o passe final, o Real conseguiu abrir o placar aos 23 do primeiro tempo, quando Carvajal cruzou, Vinícius tentou cortar na entrada da área de calcanhar e jogou a bola nos pés de Modric, que acertou uma bomba e balançou as redes.

Pouco inspirado, o time espanhol aproveitou o fato de não ser incomodado e balançou as redes mais uma vez aos 39, quando Benzema foi lançado por Kroos e, frente a frente com Pérez, tocou com categoria no canto esquerdo do goleiro.

Dois minutos depois, o bicampeão europeu aproveitou para matar o duelo. Após escanteio cobrado da esquerda por Asensio, Varane resvalou na bola e deixou Nacho livre para esticar a perna e fazer leve desvio para o fundo das redes.

Ainda no primeiro tempo, o jogo virou um verdadeiro passeio. Em contra-ataque fulminante, aos 46, Benzema recebeu, passou para CR7, que passou fácil por dois adversários e só rolou para o companheiro tocar para o gol aberto.

O massacre do Real seguiu no segundo tempo, agora com Cristiano Ronaldo balançando as redes. Logo aos 4 minutos, Marcelo recebeu na esquerda e cruzou na medida para o goleador, que subiu no segundo andar e testou para o fundo das redes.

O camisa 7 voltou a marcar cinco minutos depois, muito devido a contribuição do zagueiro espanhol Rueda, que atrasou errado para Pérez, permitiu que Benzema tomasse a bola e rolasse para o português, que ganhou na corrida do próprio defensor e bateu de primeira, para o gol aberto.

No decorrer do segundo tempo, Zidane aproveitou para colocar jogadores que vêm atuando pouco, no caso, o lateral-esquerdo francês Theo Hernández, o meia espanhol Dani Ceballos e o atacante espanhol Borja Mayoral, que entraram nas vagas de Marcelo, Kroos e Benzema, respectivamente.

Aos 37, em contra-ataque veloz, o ex-defensor do Atlético de Madrid cruzou para o camisa 21, que passou a última temporada no Wolfsburg. Mayoral se desequilibrou, caiu, mas, ainda assim conseguiu finalizar, batendo para fora.

No estádio Signal Iduna Park, o Borussia Dortmund deu adeus às chances de classificação ao perder para o Tottenham, líder por antecipação por 2 a 1. O atacante gabonês Pierre-Emerick Aubameyang abriu o placar do duelo aos 31 minutos do primeiro tempo.

Na etapa complementar, no entanto, o atacante inglês Harry Kane balançou as redes e deixou tudo igual aos 4 minutos. Aos 31, o meia-atacante sul-coreano Heung-Min Son decretou a virada para os visitantes.



Ficha técnica:.

APOEL Nicosia: Pérez; Vouros, Rueda e Carlão; Sallai (Efrem), Morais (Ebecillo), Vinícius (Farías) e Lago; Zahid, Aloneftis e Pote. Técnico: George Donis.

Real Madrid: Casilla; Carvajal, Varane, Nacho e Marcelo (Hernández); Kroos (Ceballos), Modric e Asensio; Vázquez, Benzema (Mayoral) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zidane Zidane.

Árbitro: Artur Dias (Portugal), auxiliado pelos compatriotas Rui Tavares e Paulo Soares.

Gols: Modric, Benzema (2), Nacho e Cristiano Ronaldo (2) (Real Madrid).

Cartão amarelo: Carvajal (Real Madrid).

Estádio: GSP Stadium, em Nicósia (Chipre).

Esporte