PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Firmino brilha, mas Liverpool cede empate ao Sevilla no último minuto

21/11/2017 20h08

Sevilha, 21 nov (EFE).- Apesar da grande atuação de Roberto Firmino, o Liverpool vacilou no último minuto e empatou em 3 a 3 com um aguerrido Sevilla fora de casa nesta terça-feira, deixando escapar a possibilidade de se classificar com antecedência às oitavas de final da Liga dos Campeões.

Destaque do time inglês na partida, Firmino marcou dois gols e deu uma assistência para Mané ainda no primeiro tempo. A equipe da casa descontou duas vezes com Ben Yedder e empatou no lance final com o meia Guido Pizarro.

O empate mantém os 'Reds' na liderança do grupo E, com 9 pontos. O Sevilla aparece na segunda posição, com oito pontos, dois a mais que o Spartak Moscou, que ocupa o terceiro lugar. Todos brigam pelas duas vagas nas oitavas, exceto o Maribor, que terminou a rodada com dois pontos e está garantido na lanterna, sem chance sequer de ir à sequência da Liga Europa - caso dos terceiros colocados de cada chave.

Na próxima rodada, o Liverpool receberá o Spartak em Anfield no dia 6 de dezembro. Apenas a derrota eliminaria o time inglês, devido ao desempenho nos confrontos diretos. O Sevilla poderá ir às oitavas mesmo perdendo para o Maribor, contanto que o time russo tropece.

O jogo no estádio Ramón Sánchez Pizjuán começou a pegar fogo com apenas um minuto no cronômetro. Na primeira jogada de perigo, Philippe Coutinho cobrou escanteio na área e Wijnaldum desviou de cabeça no primeiro poste. Na sobra, Firmino apareceu livre no segundo e completou de primeira para abrir o placar de canhota.

O Sevilla acordou após o gol e partiu para o ataque. Aos 18, Nolito avançou pela esquerda, deixou Gomez no chão e chutou no canto esquerdo de Karius, que conseguiu desviar suavemente, mas o suficiente para a bola acertar a trave.

No lance seguinte, Ben Yedder invadiu a área pela direita e chutou cruzado na saída do goleiro. A bola raspou na trave direita e saiu pela linha de fundo.

O time visitante repetiu a receita do sucesso aos 22 minutos, desta vez com Firmino como garçom. Após cobrança de escanteio, o brasileiro desviou de cabeça na primeira trave e a bola sobrou na segunda para Mané, sem marcação, ampliar a vantagem, que em pouco tempo aumentaria.

Em jogada de velocidade aos 29, Mané disparou pela esquerda e chutou em cima do goleiro Sergio Rico, que deu rebote para Firmino, com o gol vazio, balançar a rede sem sequer olhar para a bola ao finalizar.

Os donos da casa só conseguiram dar início à reação após o intervalo. Em cobrança de falta aos cinco minutos, Banega levantou a bola na primeira trave e Ben Yedder subiu sozinho na área para cabecear e descontar.

Sob pressão, o Liverpool começou a se desestabilizar em campo. Aos 13, Alberto Moreno bobeou e perdeu o dominío da bola na área para Ben Yedder, que sofreu um pisão do zagueiro e caiu. Apesar de uma leva demora, o árbitro marcou o pênalti.

Na cobrança, o atacante francês deslocou o goleiro e bateu na esquerda para marcar, mas o lance foi invalidado devido a uma invasão na área. Na repetição, Ben Yedder trocou o lado e marcou o segundo do Sevilla, dessa vez em jogada legal.

O empate quase veio aos 39 minutos, quando Escudero avançou pela esqueda e cruzou rasteiro. A bola passou pela zaga do Liverpool, mas ninguém do Sevilla conseguiu chegar a tempo para completar na marca do pênalti.

No último minuto, com todas as esperanças depositadas em uma jogada de escanteio, Pizarro recebeu no meio da área e tocou desequilibrado para deixar tudo igual e levar a torcida à loucura no Ramón Sánchez Pizjuán.



Ficha técnica:.

Sevilla: Sergio Rico; Mercado, Geis, Lenglet e Escudero; N'Zonzi (Vázquez), Pizarro e Banega; Sarabia, Ben Yedder (Correa) e Nolito (Muriel). Técnico: Eduardo Berizzo.

Liverpool: Karius; Gomez, Lovren, Klavan e Moreno (Can); Wijnaldum, Henderson e Coutinho (Milner); Salah (Oxlade-Chamberlain), Firmino e Mané. Técnico: Jürgen Klopp.

Árbitro: Felix Brych (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Gol: Ben Yedder (2) e Pizarro (Sevilla); Firmino (2) e Mané (Liverpool).

Cartões amarelos: Banega, Mercado (Sevilla) ; Moreno, Can e Henderson (Liverpool).

Estádio: Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha (Espanha).

Esporte