PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atacante do Everton é o 1º jogador acusado de simulação na Premier League

Oumar Niasse - AP Photo/Steven Governo
Oumar Niasse Imagem: AP Photo/Steven Governo

Do UOL, em São Paulo

21/11/2017 15h02

Londres, 21 nov (EFE).- O atacante Oumar Niasse, do Everton, se tornou nesta terça-feira (21) o primeiro jogador na história da primeira divisão do Campeonato Inglês a ser acusado de simulação pela Federação Inglesa de Futebol (FA).

O jogador senegalês caiu na área após um contato com o zagueiro Scott Dann, do Crystal Palace, durante o empate em 2 a 2 entre as equipes no sábado passado. Segundo explicou a FA, Niasse "enganou com sucesso o árbitro", que marcou pênalti na jogada.

"Oumar Niasse foi acusado de 'enganar com sucesso o árbitro' durante a partida contra o Crystal Palace de 18 de novembro de 2017. Supostamente, cometeu um ato de simulação que acabou com um pênalti a favor no minuto cinco do duelo", informou a entidade em comunicado.

Niasse, que tem até as 18h (hora local; 16h em Brasília) desta terça-feira para recorrer, se tornou o primeiro jogador na história da Premier League a ser acusado de simulação pela entidade.

A nova norma referente à simulação foi introduzida em maio deste ano, e em outubro, dois meses depois do início dos campeonatos na Inglaterra, o atacante Shaun Miller, do Carlisle, equipe da quarta divisão, se tornou o primeiro jogador a receber uma suspensão de dois jogos por simular.

"Os incidentes nos quais um árbitro pode ter sido submetido ao engano são estudados por um comitê formado por um ex-árbitro, um ex-treinador e um ex-jogador. Cada um deles analisará as gravações de forma independente para determinar se existe ofensa e 'engano com sucesso ao árbitro'. Somente se os três considerarem que devem ser tomadas medidas, a federação sancionará o jogador", explicou a entidade.
 

Esporte