PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Trump cobra que jogadores da UCLA agradeçam a Xi Jinping por serem soltos

16/11/2017 13h54

Washington, 16 nov (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cobrou nesta quinta-feira que os três jogadores de basquete da universidade UCLA, entre eles o irmão do armador Lonzo Ball, do Los Angeles Lakers, libertados após período de detenção na China, agradeçam ao presidente do país asiático, Xi Jinping.

A afirmação acontece um dia depois de o líder americano ter cobrado no Twitter que o trio, acusado de furto, um agradecimento por escaparem de serem presos por dez anos, graças a sua intervenção.

Em entrevista coletiva ontem, em Los Angeles, LiAngelo Ball, Jalen Hill e Cody Riley, jogadores dos Bruins, da Universidade da Califórnia, pediram desculpas pelo que fizeram e agradeceram a Trump pela libertação.

"Aos três jogadores de basquete da UCLA eu digo: de nada, saiam, agradeçam ao presidente Xi Jinping, da China, que fez a libertação de vocês ser possível, e tenham uma grande vida! Tenham cuidado, existem muitas armadilhas na longa e sinuosa estrada da vida!", escreveu Trump nesta quinta-feira no Twitter.

A UCLA suspendeu os jogadores, acusados de roubar um óculos de sol, em loja da cidade de Hangzhou, por tempo indeterminado. Com isso, eles não vão viajar e nem treinar com a equipe enquanto a investigação estiver acontecendo.

Esporte