PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Embalado, Brasil encara Inglaterra nas semifinais do Mundial sub-17

24/10/2017 13h05

Redação Central, 22 out (EFE).- A seleção brasileira, com 100% de aproveitamento e embalada por virada heróica sobre a Alemanha, entrará em campo nesta quarta-feira no estádio Salt Lake, em Calcutá, para encarar a Inglaterra e tentar vaga na final do Campeonato Mundial sub-17, que está sendo disputado na Índia.

No mesmo dia, em outro duelo para ir à decisão do torneio, Mali e Espanha jogarão no estádio DY Patil em Nova Bombaim.

Dos quatro semifinalistas, o Brasil é o único que venceu todos os cinco compromissos que disputou até o momento. No domingo, os comandados por Carlos Amadeu bateram os alemães por 2 a 1, depois de sairem atrás aos 21 minutos do primeiro tempo, com gol de pênalti do atacante alemão Jann-Fiete Arp.

Na etapa complementar, o lateral-esquerdo Weverson, que havia sido barrado para as semis e entrou no intervalo na vaga de Luan Cândido, empatou aos 26. A virada veio em seis minutos, com forte pressão da seleção. Paulinho pegou sobra na intermediária, cortou para o meio e acertou uma bomba, batendo o goleiro Luca Plogmann.

Em nota, a CBF informou que a sede do jogo entre Brasil e Inglaterra foi alterada, saindo do estádio Indira Gandhi, em Guwahati, indo para o estádio Salt Lake, em Calcutá. A região onde aconteceria a partida setá sendo atingida por fortes chuvas.

A delegação brasileira chegou a viajar para a cidade na manhã de segunda-feira e, após uma hora de voo, aproximadamente, a notícia da mudança do local. A viagem para Calcutá - também com elenco, comissão técnica e dirigentes da Inglaterra - aconteceu na noite desta segunda-feira.

A reta final do Mundial ainda terá três brasileiros lutando pela artilharia do Mundial. Os atacantes Paulinho, Lincoln e Brenner balançaram as redes em três vezes cada um. Na ponta da tabela estão o malinês Lassana Ndiaye, o alemão Arp e o francês Amine Gouiri, os dois últimos já fora da competição.

Os ingleses, por sua vez, contam com o atacante Rhian Brewster, que chegou a quatro gols, depois de ter anotado três na vitória sobre os Estados Unidos por 4 a 1, nas semifinais. Ele está empatado com o espanhol Abel Ruiz e o japonês Keito Nakamura, outro que caiu com sua seleção no torneio.

Rival da seleção brasileira nesta quarta-feira, o jovem 'English Team' tenta repetir o feito do time sub-20 do país, campeão mundial, em junho. A equipe sub-17, no entanto, já conseguiu o feito de melhorar as melhores campanhas da Inglaterra na competição, que foram duas idas às quartas, em 2007 e 2011.

Na outra semifinal, a Espanha, que eliminou nas quartas o Irã, tentará alcançar a final pela quarta vez na história, após os vices em 1991, 2003 e 2007. Já o Mali, que levou a melhor em duelo africano com Gana, vai em busca da segunda presença na decisão, já que o país terminou em segundo em 2015.

Esporte