PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Conglomerado chinês compra clube inglês Wolverhampton

Jan Kruger/Getty Images
Imagem: Jan Kruger/Getty Images

Da EFE

23/07/2016 01h43

O conglomerado chinês Fosun, com negócios em setores como o industrial, bancário e da moda, adquiriu o clube inglês Wolverhampton Wanderers, com 139 anos de história, por 45 milhões de libras (cerca de 59,7 milhões de euros), segundo informações publicadas na sexta-feira pelo jornal "China Daily".

O antigo proprietário do clube, Steven Morgan e sua empresa Bridgemere Group, entregaram por esse preço 100% das ações do clube, que foi o segundo do futebol inglês adquirido pelos chineses, já que antes o Aston Villa foi comprado pelo Grupo Recon pelo valor de 60 milhões de euros.

"O futebol está crescendo enormemente na China, e como parte da nossa estratégia faz todo o sentido do mundo comprar esta grande equipe", afirmou Jeff Shi, negociador do acordo de aquisição por parte da Fosun e agora o principal representante do clube.

Os "Wolves" acabaram na 14ª colocação da segunda divisão do Campeonato Inglês na passada temporada, e sua última participação na elite foi em 2011/2012.

Entre 2010 e 2015, a Fosun implantou uma campanha de compra de empresas no exterior que incluiu o Cirque du Soleil, a empresa grega de joias Folli Follie e a agência de viagens francesa Club Med.

O presidente e fundador da Fosun, Guo Guangchang, deu o que falar no final do ano passado, quando desapareceu durante vários dias e se especulou que poderia estar sendo investigado por corrupção, embora quando finalmente reapareceu publicamente, garantiu que estava simplesmente "colaborando com as autoridades".

Esporte