PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Torcida uruguaia celebra gol de Ghiggia 63 anos depois do 'Maracanazo'

Das agências internacionais, em Montevidéu (URU)

20/11/2013 21h15

O estádio Centenário, em Montevidéu, realizou "o grito de gol que nunca aconteceu", em comemoração ao feito de Ghiggia, na final da Copa do Mundo de 1950, em que a seleção do Uruguai derrotou o Brasil de virada, no célebre 'Maracanazo'.

Uma hora antes do jogo de volta da repescagem intercontinental para o Mundial de 2014, contra a Jordânia, milhares de torcedores realizaram uma contagem regressiva e, através de imagens projetadas em um telão do gol histórico, gritaram e celebraram o gol marcado em 16 de julho de 1950.

No centro desta festa estava, visivelmente emocionado, um dos maiores carrascos da história do futebol brasileiro, Alcides Edgardo Ghiggia, único entre os jogadores que participaram daquela final que está vivo.

"É muito profundo reviver aquela época, me faz chorar", disse o ex-atacante, que depois foi muito aplaudido pelos torcedores da Celeste.

O estádio Centenário lotou para o jogo desta quarta-feira entre Uruguai e Jordânia. No duelo de ida, no país asiático, os terceiros colocados da última Copa do Mundo venceram por 5 a 0.

Esporte