Chapecoense e Ponte Preta empatam sem gols em duelo adiado por duas vezes na Série B

Chapecoense e Ponte Preta ficaram no empate sem gols no duelo que foi adiado duas vezes e fechou as disputas da sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, nesta terça-feira. Na primeira etapa na Arena Condá, em Chapecó, o time da casa levou vantagem, mas depois do intervalo os paulistas criaram as melhores chances.

Com o resultado, a Ponte Preta chegou ao terceiro jogo sem vitória e aparece na 14ª colocação com seis pontos, em seis jogos. A Chapecoense aparece logo acima, em décimo, com dez, mas vem de quatro jogos de jejum.

O confronto aconteceu nesta tarde de terça-feira após ser adiado duas vezes por conta de problemas climáticos que atingiram Chapecó e fizeram com que o aeroporto da cidade ficasse fechado. O duelo estava agendado para domingo às 16h, depois mudou para segunda-feira, às 19h, mas como a delegação paulista só conseguiu embarcar após o almoço de segunda-feira, o jogo aconteceu apenas nesta terça.

A Chapecoense começou com mais posse de bola e chegando ao ataque com facilidade, mas não conseguiu criar nenhuma chance clara nos primeiros minutos. Aos 33, até balançou as redes com Mário Sérgio, mas o atacante estava impedido e o árbitro invalidou o lance.

A resposta da Ponte Preta saiu apenas nos acréscimos e foi a principal chance do primeiro tempo. Aos 52, após um lançamento longo, Gabriel Novais foi avançando e bateu na saída de Matheus Cavichioli. O goleiro conseguiu se recuperar e fazer a defesa à queima roupa.

Na volta do intervalo, a intensidade da partida aumentou e as duas equipes foram ao ataque em busca de tirar o zero do placar. Logo aos 6 minutos, Thomás arriscou um chute forte de fora da área e obrigou Pedro Rocha a fazer uma difícil defesa. Do outro lado, a Ponte Preta trocava passes no campo defensivo e se arriscava em contra-ataques rápidos.

Mas foi a própria Chapecoense quem criou as melhores oportunidades dos minutos finais. A melhor delas veio em um chute forte de Marlone, de fora da área, no qual mais uma vez Pedro Rocha fez importante defesa. Já a Ponte Preta tentou com Jeh, de voleio, e depois com Dodô, em um chute cruzado, sem sucesso.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo pela sétima rodada da Série B. Logo às 16h, a Ponte Preta visita o Ituano, no estádio Novelli Júnior, em Itu. Mais tarde, às 18h30, a Chapecoense encara o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 0 PONTE PRETA

CHAPECOENSE - Matheus Cavichioli; JP Galvão (Ronaldo Mendes), Bruno Leonardo, Eduardo Doma e Mancha; Foguinho (Régis Tosatti), Rafael Carvalheira, Giovanni Augusto (Maílton) e Thomás (Marlone); Marcinho (Rômulo) e Mário Sérgio. Técnico: Umberto Louzer.

PONTE PRETA - Pedro Rocha; Igor Inocêncio, Luis Haquín, Sérgio Raphael e Gabriel Risso; Dudu Vieira (Dodô), Emerson (Emerson Santos), Lucas Buchecha (Ramon Carvalho) e Elvis; Iago Dias (Renato) e Gabriel Novais (Jeh). Técnico: João Brigatti.

CARTÕES AMARELOS - Eduardo Doma e Ronaldo Mendes (Chapecoense). Luis Haquín e Pedro Rocha (Ponte Preta).

CARTÃO VERMELHO - Matheus Régis (Ponte Preta)

ÁRBITRO - Bruno Pereira Vasconcelos (BA).

RENDA - R$ 100.780,00.

PÚBLICO - 5.254 total.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).