Jepchirchir vence Maratona de Londres com recorde mundial em uma prova exclusivamente feminina

A queniana Peres Jepchirchir venceu neste domingo no sprint final a Maratona de Londres e quebrou o recorde mundial em uma prova exclusivamente feminina, na qual mulheres e homens não se encontram durante o percurso, com o tempo de 2h16min16s. A marca anterior era de Mary Keitany, com 2h17min01s, também em Londres em 2017.

Campeã olímpica em Tóquio 2020, Jepchirchir foi sete segundos mais rápida do que a etíope Tigist Assefa, recordista mundial da maratona. Em terceiro lugar, chegou a queniana Joyciline Jepkosgei, vencedora da prova em 2021, com 2h16min24s.

"Não estava esperando correr neste tempo", afirmou Jepchirchir. "Pensei mais em um treino extra para defender meu título olímpico em Paris", completou. Ela informou que a Maratona de Londres foi a última prova antes de o comitê queniano definir o time olímpico.

A corrida deste domingo também serviu como redenção para Jepchirchir após terminar na terceira colocação na Maratona de Londres no ano passado, quando ela foi derrotada em condições similares e terminou cinco segundos atrás da campeã Sifan Hassan. Ela diz que vencer em um sprint final aumenta sua confiança para os Jogos de Paris. "Isso me ajuda muito", disse ela. "Quando chego aos 800 metros finais, é difícil me derrotar."

Jepchirchir fez, em Londres, parte de uma dobradinha queniana com Alexander Mutiso Munyao, que venceu a prova masculina, com 2h04min01s.