Chuva atrapalha, e jogo entre Flu-FI e Fortaleza só terminará na segunda pela Copa do Brasil

A tão esperada volta do Fortaleza aos gramados após os ataques sofridos por torcedores em Recife acabou prejudicada pelas fortes chuvas que castigaram Teresina, em Piauí, neste domingo. O jogo contra o Fluminense local ainda foi disputado no primeiro tempo, mas o gramado do estádio Lindolfo Monteiro não apresentou condições para o início da etapa complementar.

Com o placar zerado, o jogo será reiniciado na segunda-feira, a partir das 15 horas. Válido pela primeira fase da Copa do Brasil o empate favorece o time cearense, dono de melhor posição no ranking da CBF.

A chuva que caiu forte na capital piauiense horas antes do jogo, deixou o campo encharcado prejudicando a qualidade técnica. Mesmo assim, o Fortaleza foi melhor, criou três boas chances e poderia ter marcado seu gol.

Com muitas poças de água, principalmente no setor de meio-campo, o árbitro paulista Luiz Flávio de Oliveira seguiu o protocolo, aguardando 30 minutos iniciais a partir do intervalo, aguardando depois por mais 30 minutos.

Funcionários do clube tentaram retirar parte da água com baldes e utilizando rodos na tentativa de diminuir as áreas alagadas. A interrupção frustrou a todos: aos dois times e as poucos torcedores presentes ao estádio, com capacidade para perto de 10 mil torcedores.

Marcelo Paz, CEO do Fortaleza, reconheceu a falta de condições para o prosseguimento do jogo, porém, lembrou que o mesmo poderia ter sido marcado no estádio Albertão, com capacidade para receber perto de 40 mil torcedores.

A direção ainda não contabilizou os prejuízos financeiros e técnicos, mas já vai ter despesas extras com seu vôo fretado. Além disso, na quarta-feira, vai enfrentar o Botafogo-PB, pela Copa do Nordeste e no outro fim de semana vai começar a disputar as semifinais do Campeonato Cearense. O adversário será o novato Maracanã que eliminou o Floresta. Na outra semifinal, o Ceará vai pegar o Ferroviário.