Alex de Minaur bate Ruud e é bicampeão do ATP 500 de Acapulco; Luz é vice em Santiago

Alex de Minaur é bicampeão do ATP 500 de Acapulco. O título foi conquistado neste domingo após derrotar o norueguês Cásper Rudd por 2 sets a 0, com duplo 6/4, em 1h57min de partida. Ele entrou para uma seleta lista que conta com Nicolas Almagro e David Ferrer, os únicos a conquistarem o torneio em dois anos consecutivos. O espanhol, inclusive, foi tricampeão (2010, 2011 e 2012) e já venceu o torneio em quatro oportunidades, sendo o maior campeão ao lado de Rafael Nadal.

Já o australiano conquistou o seu oitavo título da carreira. Sem contar os de Acapulco, os outros seis são de nível 250. Apesar da vitória, ele cairá uma posição no ranking da ATP, caindo para a 10ª posição. Curiosamente, ele será ultrapassado por Casper Ruud, que ficou com o vice-campeonato.

O norueguês disputou a sua 20ª final da carreira, mas continua sem conquistar um torneio acima da categoria ATP 250. Ele perdeu também na decisão do ATP Finals (2022) e na final do Master 1000 de Miami (2022).

"Foi uma semana incrível. Provavelmente uma semana que eu não esperava, para ser honesto. Cheguei ao México não me sentindo bem e continuei dizendo a mim mesmo para continuar me dando chances. Acho que hoje joguei minha melhor partida do torneio, então estou extremamente feliz com isso. Acapulco tem sido um lugar muito bom para mim. É onde ganhei meu primeiro ATP 500 e agora pela primeira vez defendo um título. Sinto-me em casa aqui e é um ótimo lugar para se estar", disse o australiano.

Defendendo o título, Alex de Minaur não teve muita dificuldade em derrotar Rudd. Ele começou quebrando o serviço do norueguês logo no terceiro game, abriu 3 a 1 de vantagem e só administrou para vencer por 6/4.

Ruud se encontrou no segundo set e tudo parecia estar a favor do norueguês, que vencia por 2 a 0. No entanto, Minaur deu a volta por cima, virou o duelo e confirmou o título com um novo 6/4.

ATP 250 SANTIAGO

Na madrugada deste domingo, o brasileiro Orlando Luz, jogando ao lado do chileno Matias Soto, foi surpreendido na final do torneio por duplas ao perder para os chilenos Alejandro Tabilo e Tomas Barrios por 6/2 e 6/4.

"Balanço é super positivo, uma semana ótima de resultados, fazendo final de ATP pela primeira vez, primeira vez com o Soto também. Os chilenos jogaram bem, foram melhores, mérito total deles na final", disse Luz, que retorna para Itajaí (SC) com o objetivo de se preparar para o Challenger de Santiago, no Chile, que começa a partir do dia 10 de março.

Na semifinal do ATP 250 de Santiago, o Brasil contou com três atletas, mas apenas Luz esteve na final. Marcelo Melo, ao lado do holandês Middelkoop, perdeu justamente para o vice-campeão. Já Rafael Matos, que fez dupla com o colombiano Barrientos, caiu para os chilenos, que acabaram com o título.