Corinthians esquece Rojas e tenta 'fazer sua parte' contra o Santo André no Paulistão

Depois de estancar a crise estourada entre janeiro e o início de fevereiro, em meio a dificuldades para concretizar transferências e resultados negativos, o Corinthians cultivou nova perturbação ao ver Matías Rojas pedir para deixar o clube. Tal episódio ocorre em um momento crucial do Paulistão, pois o time de António Oliveira enfrenta o Santo André, às 16 horas deste sábado, na Neo Química Arena, com a difícil missão de continuar com chances de classificação às quartas de final.

Os corintianos tentam deixar o paraguaio, outrora cercado de expectativas, no passado para seguir em frente e buscar a vitória contra o time do ABC paulista. Com 10 pontos no Grupo C e a duas rodadas do fim da primeira fase, a equipe alvinegra não pode mais ultrapassar o líder Red Bull Bragantino, dono de 18 pontos.

A pontuação máxima ao alcance do Corinthians é 16, por isso ainda há a possibilidade de roubar as posições de Inter de Limeira e Mirassol, segundo e terceiro colocados, respectivamente, ambos com 14. "Andamos contra o relógio, e os jogadores alimentaram novamente o sonho de classificação. Quando eu cheguei, falava-se em outro tipo de situação, que era o rebaixamento", disse o técnico António Oliveira sobre a situação.

Para chegar à última rodada, contra o Água Santa, com chances de classificação, a equipe de Oliveira precisa vencer e torcer para que os rivais na briga pela vaga não vençam suas partidas deste final de semana. Os limeirenses enfrentam o Ituano, em casa, e os mirassolenses visitam a Portuguesa. Em caso de empate com o Santo André, o time corintiano também pode continuar com chances de classificação, desde que Mirassol e Inter percam.

Embora tenha perdido para a Ponte Preta na rodada passada, resultado que colocou fim a uma série invicta de três jogos no estadual, o Corinthians está em um momento de paz com a torcida, que até aplaudiu o time ao fim da partida por reconhecer o esforço dos jogadores. A decepção, ao menos nesta semana, fica direcionada exclusivamente a Rojas, contratado no ano passado pela gestão de Duilio Monteiro Alves, como um nome de peso.

O meia paraguaio nunca mostrou o futebol que se esperava dele e vinha sendo alvo de críticas há algum tempo. Nesta quinta-feira, não compareceu ao treino e começou a negociar a rescisão contratual com a diretoria, alegando o não pagamento da parcela de um acordo feito em janeiro, relativo a direitos de imagens.

Sem Rojas, que já não vinha sendo titular, António Oliveira encerrou a preparação na sexta-feira e pode repetir a escalação utilizada contra a Ponte. Pronto para estrear, o meia Igor Coronado deve ficar ao menos no banco e tem a oportunidade de fazer o corintiano esquecer de vez o paraguaio. Existe até a possibilidade de que ele comece jogando.

A vitória neste sábado é tratada como obrigação não apenas em função do cenário decisivo, mas também porque o Santo André é o lanterna do campeonato, com cinco pontos. O time do ABC não venceu nenhuma partida no Paulistão. São cinco empates e cinco derrotas, mas o atacante Bruno Michel mantém a esperança.

"Nós estamos muito motivados para este jogo. Sabemos que é um jogo muito difícil, é uma decisão, mas acreditamos que vamos fazer um belo jogo, se Deus quiser. A gente sabe que a gente merece a vitória e vamos fazer de tudo para conquistar", disse o jogador.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS X SANTO ANDRÉ

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Félix Torres, Gustavo Henrique e Hugo; Raniele, Maycon e Rodrigo Garro; Romero (Igor Coronado), Yuri Alberto e Wesley. Técnico: António Oliveira.

SANTO ANDRÉ - Luiz Daniel; Júnior Caiçara, João Victor, Walce e Igor Fernandes; Sousa, Geovane, Zé Mateus, Felipe Ferreira e Bruno Michel; Léo Passos. Técnico: Márcio Fernandes.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

HORÁRIO - 16 horas.