Galvão Bueno elogia convocação de Dorival e comenta expectativa para amistosos

A seleção convocada por Dorival Júnior, a primeira do novo treinador, agradou Galvão Bueno. O narrador publicou um vídeo pouco depois do anúncio. Ele analisa setor a setor do elenco convocado e parabeniza o que chamou de "coragem" do técnico.

Uma das críticas que repercutiram nas redes sociais foi a convocação de muitos jogadores com quem Dorival já trabalhou no São Paulo, como Rafael, Pablo Maia e Beraldo (hoje no PSG). Galvão, por outro lado, elogiou os três, principalmente o zagueiro.

Ainda na defesa, o narrador tocou em outro ponto polêmico: Murilo, do Palmeiras. Nas redes sociais, as críticas são por Dorival não ter chamado também Murillo, do Nottingham Forest e formado pelo Corinthians. "Murillo do Palmeiras há algum tempo merecia uma convocação. Uma carreira com o sarrafo lá em cima", comentou sobre o zagueiro palmeirense de 26 anos.

Elogios também sobraram para os meias Andreas Pereira e João Gomes, ambos ex-Flamengo e hoje na Campeonato Inglês. O narrador lamentou a dificuldade em encontrar laterais, mas avaliou como positiva as opções convocadas (Danilo, Yan Couto, Ayrton Lucas e Wendell). "Lateral é sempre uma busca por alguém. Danilo continua, mesmo não jogando como lateral, joga como zagueiro de área pela esquerda", disse.

Por fim, Galvão deu parabéns a Dorival e à CBF, pelos jogadores e pelos adversários. "Dorival foi corajoso. Ele mantém uma estrutura de jogadores, com Ederson, Danilo, Marquinhos, Rodrygo, Vini Jr. E novidades: traz uma garotada. Vai arriscar, porque os adversários são duros. E parabéns à CBF, que eu critico tanto, por conseguir esses dois jogos. Inglaterra e Espanha, dois jogos duríssimos. Estava na hora de parar de jogar com times fracos", argumentou.

Em 2023, o Brasil fez nove jogos (três amistosos e seis pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2026). Foram cinco derrotas, três vitórias e um empate. Das seleções que foram adversárias e estiveram na última Copa, no Catar, o Brasil teve apenas revezes (Marrocos, Senegal, Uruguai e Argentina).

A seleção está com o seu pior desempenho na história das Eliminatórias e ocupa a sexta posição com sete pontos em seis jogos. Os amistosos com Inglaterra e Espanha serão nos dias 23 e 26 de março, respectivamente. Depois, ainda há outros dois amistosos, contra México e Estados Unidos, antes da Copa América, que começa em 20 de junho.