Time masculino do Brasil se destaca no Pro Tour de Dubai com sete vagas nas quartas

Um dia após a equipe feminina garantir três atletas nas quartas do Pro Tour de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, o time masculino foi ainda melhor, com sete skatistas entre os 29 melhores da classificatória da modalidade park: Luiz Mariano, Héricles Fagundes, Pedro Barros, Pedro Carvalho, Kalani Konig, Pedro Quintas e Dan Sabino foram às quartas. Augusto Akio já entra direto na próxima fase.

Luiz Mariano foi o terceiro melhor nas duas voltas de 45 segundos do classificatório ao marcar 82,00 na segunda tentativa. O primeiro giro havia sido ruim, de somente 27,54. Ele ficou muito próximo do líder, o australiano Ethan Copeland, com 84,22 e o dinamarquês Viktor Solmunde, segundo com 83,10.

O País ainda colocou outros três representantes no Top 10 da primeira fase, com Héricles Fagundes em sexto com 77,18 pontos, Pedro Barros em oitavo com 77,04 e o xará, Pedro Carvalho, o nono com 77,01. As outras três vagas verde e amarelo vieram com Kalani Konig, 13º (75,30), Pedro Quintas, 21º (69,77) e Dan Sabino, 23º (67,63).

O País tinha outros dois skatistas entre os 69 que competiram nesta madrugada em Dubai e que não conseguiram a vaga. Murilo Peres ficou em 33º com duas voltas parecidas e notas 55,10 e 57,40.

Já o jovem prodígio Gui Khury, apontado como um fenômeno da modalidade ao já ganhar etapa do X-Games e competir na Mega Rampa e dar um 900 mesmo com somente 15 anos, não avançou. Ele terminou em 38º, com voltas de 54,75 pontos e 55,55.

O regulamento é idêntico ao do feminino, e serve para a corrida olímpica - os 44 melhores do ranking após o Pro Tour de Dubai avançam para uma segunda janela de classificação para Paris-2024, respeitando o número de seis representantes por país.