Cano descarta 'peso' do passado e confia no Maracanã para levar Fluminense ao título da Recopa

Germán Cano negou se basear no passado para comentar o confronto com a LDU, marcado para esta quinta-feira, às 21h30, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela grande decisão da Recopa Sul-Americana. O time equatoriano vem sendo uma "pedra no sapato" para o clube das Laranjeiras, mas não aflige o atacante, que confia na força de sua torcida para conquistar o título inédito. No jogo de ida, em Quito, os equatorianos venceram por 1 a 0.

"Eu, particularmente, não penso no que já aconteceu. Estou mais ligado no presente e no que vai acontecer na quinta-feira. O que aconteceu, já aconteceu. Dentro do campo são 11 contra 11, quem fizer melhor as coisas vai ganhar o jogo. Vamos nos preparar bem porque é o principal", disse o artilheiro. "Não carregamos o peso (do passado), carregamos uma responsabilidade muito grande de buscar uma taça que o Fluminense não tem. A temporada já começou e, pouco a pouco, vamos fazer o que o Fernando (Diniz) pede. Sabemos que teremos a nossa torcida no Maracanã, vamos jogar na nossa casa, com a nossa torcida. Vamos tentar fazer o nosso melhor. Não temos o peso de nada, só o compromisso de ganhar o jogo", afirmou.

Para ser campeão, o Fluminense precisa vencer por dois gols de diferença para evitar uma disputa por pênaltis. A LDU, que necessita apenas de um empate para ficar com o título, já eliminou o rival na final da Copa Libertadores de 2008 e na decisão da Copa Sul-Americana de 2009. Neste último torneio, perdeu também nas oitavas de 2017.

"Sabemos que temos um elenco muito bom. Podemos jogar no 11 inicial. Jogamos em Quito, numa altitude muito elevada para nós. Não estamos acostumados. Acho que para quinta-feira vai chegar todo mundo muito bem", acredita. "Vamos tentar fazer o primeiro gol, depois tentar fazer o segundo. Jogar com agressividade. Eu acho que vai ser um jogo muito disputado", previu. "É muito bom que a LDU saia para jogar, que tente nos atacar. Fica um jogo muito mais aberto. Vamos tomar todos os cuidados necessários para ter a posse de bola e criar situações de gols."

O artilheiro ainda mostrou extrema confiança com a decisão no Maracanã. "É lindo. O Maracanã para mim representa um sentimento de pertencimento muito grande. Dentro daquele campo, lembro de muitas coisas, me sinto em casa. Essa confiança, essa determinação têm que continuar. Estou muito feliz de ser Fluminense e jogar sempre no Maracanã", completou.

Em caso de vitória, o Fluminense dará ao Brasil o seu 13º título do torneio, que já foi conquistado por Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG, Corinthians, Santos, Cruzeiro, além de Grêmio, Internacional e São Paulo, duas vezes cada.