Comitê Olímpico Russo perde recurso contra suspensão decidida pelo COI

O Comitê Olímpico Russo (ROC) perdeu uma apelação contra sua suspensão pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). A Corte Arbitral do Esporte (CAS) informou, nesta sexta-feira, que negou o recurso pedido contra a suspensão imposta em outubro.

O COI baniu o Comitê Olímpico Russo por reconhecer os conselhos olímpicos regionais das regiões da Ucrânia (Luthasnk, Donetsk, Kherson e Zaporizhzhia) que atualmente estão ocupadas pelas Rússia.

Em suas redes sociais, o COI se manifestou sobre o assunto e aprovou a ação da CAS no episódio. "O COI está satisfeito com o fato de a CAS ter confirmado a resolução do Conselho Executivo em 12 de outubro de 2023. O ato seguiu a decisão unilateral tomada pelo ROC para incluir, como seus membros, as organizações desportivas regionais que estão sob a autoridade do Comitê Olímpico da Ucrânia", diz trecho da postagem.

A suspensão retirou o direito do Comitê Olímpico Russo de receber financiamento do COI, mas não afetou nenhum competidor russo que esteja inserido em campeonatos internacionais como atletas neutros.

Em sua apelação na CAS, os dirigentes do Comitê Olímpico Russo pediram que a suspensão fosse revogada e que um comitê nacional de pleno direito ganhasse autonomia para ter as prerrogativas de ação. A Rússia afirma que a suspensão tem motivação política e pode ainda recorrer ao Supremo Tribunal Suíço.