Duilio tira licença para dar a vices a oportunidade de presidir o Corinthians

Prestes a deixar a presidência do Corinthians, Duilio Monteiro Alves tirou uma licença formal do cargo para dar aos seus dois vice-presidentes a oportunidade de presidir o clube. Conforme informado via assessoria de imprensa, Duilio não se ausentou do dia a dia e continua trabalhando, mas os vices Elie Werdo e Luiz Wagner Alcântara se revezarão como presidentes até o dia 19 de dezembro, em um ato simbólico de agradecimento.

"Informamos a todos que o presidente Duilio Monteiro Alves está trabalhando normalmente, inclusive dando expediente no clube nesta semana. Todavia é fato que o presidente tirou uma licença formal como forma de homenagem a seus dois vice-presidentes, Elie Werdo e Luiz Wagner Alcântara, para que cada um deles possa assumir a presidência do clube por alguns dias. O presidente Duilio Monteiro Alves reassume o cargo formalmente no dia 19 de dezembro, permanecendo até a posse do presidente eleito em 2 de janeiro", disse o Corinthians em nota enviada à imprensa.

O comunicado foi publicado após a informação da licença ser divulgada pelo site "Meu Timão", especializado na cobertura do time do Parque São Jorge. Desde o dia 10, a presidência está nas mão do primeiro vice, Elie Werdo, que continua no cargo até o dia 13, quando o segundo vice, Luis Wagner Alcântara, também chamado de Vagnão, assumirá a função por cinco dias.

Duilio volta a ser presidente formalmente no dia 19 para finalizar a transição do comando para a gestão de Augusto Melo, que foi eleito em 25 de novembro e será empossado no dia 2 de janeiro. Ao vencer a eleição corintiana, Melo encerrou um período de 16 anos de domínio do grupo político "Renovação e Transparência", liderado por Andrés Sanches e do qual Duilio faz parte. Roberto de Andrade e Mário Gobbi foram os outros nomes do grupo que ocuparam a cadeira principal nesta sequência de mandatos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes