Minas perde para time italiano e é vice-campeão do Mundial de Clubes de vôlei

O Minas perdeu a decisão para o Perugia por 3 sets a 0 e viu os italianos conquistarem o bicampeonato mundial de clubes de vôlei, neste domingo, na cidade de Bangalore, na Índia. As parciais foram de 25/13, 25/21 e 25/19

Esta foi a primeira vez que a equipe mineira, atual vice-campeã sul-americana, chegou a uma decisão do torneio. No ano passado, em Betim (MG), perdeu a semifinal e terminou em quarto lugar.

Comandado por Guilherme Novaes, o Minas havia derrotado na semifinal o Suntory Sunbirds, do Japão, por 3 sets a 2. O time japonês acabou ficando com o bronze ao derrotar o turco Halbank por 3 a 2.

Na final, porém, o Minas só criou um perigo no segundo set, quando chegou a abrir vantagem de quatro pontos, mas não conseguiu segurar o ponta ucraniano Plotnytskyi, eleito o melhor jogador do Mundial.

Sem Isac, lesionado, o Minas contou com o cubano Michael Sanchez, que fez 10 pontos e foi o principal jogador da equipe. Mas o destaque da final foi o polonês Semeniuk, que anotou 14 pontos para o Perugia.

Três jogadores do Minas ainda se destacaram na seleção do Mundial: o ponta Marcus, o central Renan e o líbero Maique. O Perugia também teve três atletas selecionados: o levantador Gianneli, o central Solé e o ponta Plotnytskyi. O oposto Muserskiy, do Suntory, completou o time dos melhores da competição.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes