Minas supera time japonês e vai à final do Mundial de Clubes de vôlei

O Minas avançou à final do Mundial de Clubes de vôlei, neste sábado, ao superar na semifinal o japonês Suntory Sunbirds por 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 25/22, 30/28, 25/20 e 17/15. Na final, a ser disputada neste domingo, o adversário será o Perugia, da Itália. O torneio está sendo realizado em Bangalore, na Índia.

"Esse resultado é fruto do processo e do investimento do Minas, além do apoio de todos os patrocinadores. Do elenco atual, 70% dos atletas foram formados nas categorias de base do Clube, assim como eu. Fico muito feliz por ter trabalhado com a maioria desses atletas no Juvenil e hoje vê-los no topo do mundo. Sabemos que conseguimos um feito histórico, mas sonhamos grande e queremos ainda mais", comentou o técnico Guilherme Novaes.

Trata-se da primeira vez que o Minas conquista vaga numa final de Mundial. O time brasileiro é o atual vice-campeão sul-americano e tentará seu primeiro título deste nível. Do outro lado, o Perugia já tem experiência em partidas deste tipo. O time italiano era o favorito ao troféu desde o início da competição e tentará o bicampeonato.

"Está passando um filme na minha cabeça e eu só consigo sentir gratidão. Foram muitos anos para chegar até aqui e isso é reflexo do trabalho de todos do Minas Tênis Clube, que acreditam e investem na formação esportiva. Estamos colhendo frutos de um processo que envolve o esforço de dezenas de profissionais, então com certeza estamos representando todos os minastenistas aqui", disse o líbero Maique, que também defende a seleção brasileira.

O maior pontuador da partida deste sábado foi o oposto cubano Michael Sanchez, do Minas, responsável por nada menos que 27 pontos, sendo um de bloqueio. O ponteiro Marcus também se destacou, com 18 pontos. Já o central Renan Michelucci anotou 16 pontos e o ponteiro Paulo contribuiu com 14 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes