Abel Ferreira faz suspense sobre permanência no Palmeiras após título do Brasileirão

O técnico Abel Ferreira manteve o suspense sobre sua permanência como técnico do Palmeiras para 2024. Após a conquista do bicampeonato brasileiro em empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, na noite desta quarta-feira, o português reforçou seu cansaço com as exaustivas temporadas no futebol do País e falou não saber o que vai acontecer. Ele é alvo do Al-Sadd, do Catar, que estaria disposto a torná-lo o treinador mais bem pago do mundo.

"Vocês sabem que eu tenho contrato. Não posso garantir nada. Quando cheguei no Palmeiras não podia prometer títulos, apenas uma equipe de qualidade. Eu tenho contrato (até dezembro de 2024) e qualquer coisa que aconteça... Não sei o que vai acontecer. Estou cansado. Preciso de férias. Dia 17 já voltamos a competir. É muito difícil para mim", disse Abel.

O treinador lusitano também apontou a dificuldade que terá para reunir forças e mobilizar os jogadores para fazer mais uma temporada vitoriosa em 2024. Abel já conquistou nove troféus com o Palmeiras e reconhece as dificuldades futuras.

"É fácil ganhar uma ou duas vezes. Agora nove de maneira consistente! Isso traz um ônus e um bônus. Todos esperam que a gente faça sempre mais e melhor. Os atletas já me deram muito. Não sei se tenho energia suficiente para tirar o máximo deles", afirmou Abel.

Após a entrega na taça no Mineirão, jogadores do Palmeiras, como Endrick e Raphael Veiga falaram sobre a dúvida sobre a permanência de Abel. Ambos afirmaram que o técnico não deu sinais sobre sua decisão. O meia chamou o treinador de "incógnita".

A presidente Leila Pereira também procurou se esquivar do assunto Abel Ferreira e disse que era momento de comemorar o título. No entanto, a mandatária disse esperar uma decisão o quanto antes, ainda nessa semana, e afirmou que fará "o possível e o impossível" para que o português continue trabalhando no Palmeiras.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes