Carvajal para por um mês no Real Madrid e Ancelotti chega a sete desfalques por lesão

Carlo Ancelotti sempre disse que não queria um elenco inchado no Real Madrid para não deixar bons jogadores sem atuar. E vem pagando caro por isso. Com um grupo enxuto, o treinador italiano acaba de perder Carvajal por ao menos um mês e chega a sete desfalques por lesão.

"Após os exames realizados ao nosso jogador Dani Carvajal pelos Serviços Médicos do Real Madrid, foi-lhe diagnosticada uma lesão no músculo da panturrilha da perna esquerda", informou o Real Madrid nesta segunda-feira.

Carvajal se junta aos brasileiros Vini Júnior e Éder Militão, ao goleiro Courtois, aos meio-campistas Tchouaméni e Camavinga, e ao atacante Arda Guler, todos afastados por causa de problemas médicos e sem previsão de retorno.

O lateral-direito se contundiu na partida diante do Granada, vencida pelos merengues por 2 a 0 no Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol. O jogador acusou o problema ainda no primeiro tempo e acabou substituído no intervalo por Lucas Vázquez.

Com previsão de retorno somente no começo de 2024, Carvajal deve desfalcar o Real Madrid em seis partidas, a começar por sábado, diante do Betis, no Espanhol. Serão outros três jogos de ausência na competição nacional, diante de Villarreal (dia 17), Alavés (21) e Mallorca (3/1).

Também não joga na última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, dia 12, diante do Union Berlin, na Alemanha, e em uma partida da Copa do Rey. A volta está prevista para dia 10 janeiro na semifinal da Supercopa Espanhola, diante do Atlético de Madrid, no Al-Awwal Park Stadium, em Riad, na Arábia Saudita.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes