Após reabilitação, Fortaleza quer confirmar vaga na Sul-Americana contra o rebaixado Goiás

Depois de quase dois meses sem vencer, o Fortaleza se reabilitou no Campeonato Brasileiro e garantiu sua permanência na elite pelo sexto ano seguido. Querendo confirmar a reação, o time nordestino entra em campo no domingo, às 18h30, na Arena Castelão, contra o já rebaixado Goiás, podendo confirmar sua vaga na Copa Sul-Americana de 2024, na 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

A última vitória do Fortaleza havia acontecido no dia 8 de outubro, quando superou o América-MG, por 3 a 2. Neste meio tempo, foram 10 jogos, incluindo o vice-campeonato da Copa Sul-Americana, para a LDU-EQU. Na última rodada, superou o Red Bull Bragantino, por 2 a 1, fora de casa. No início da rodada é o 11º colocado, com 48 pontos, cinco a mais que o Santos, primeiro time fora da zona de classificação para a competição continental.

Já o Goiás irá atuar apenas para manter sua honra na competição. A derrota para o Grêmio, de virada, por 2 a 1, sacramentou o rebaixamento do clube goiano para a Série B do Brasileiro de 2024. Com apenas 35 pontos, e em 18.º lugar, se juntou ao Coritiba e América-MG, que também foram rebaixados.

O técnico Vojvoda terá a volta do atacante Marinho, que cumpriu suspensão no último jogo. Ele não tem vaga cativa no time titular e disputa posição com o Yago Pikachu. A preocupação gira em torno do goleiro João Ricardo. O goleiro pediu substituição após sentir câimbras. Caso seja preservado para o duelo, Fernando Miguel assume a meta cearense. Fora dos dois últimos jogos, o atacante Romero será reavaliado, mas a tendência é que, caso esteja em condições, inicie a partida no banco de reservas.

O técnico argentino admitiu certo alívio após o fim do jejum do Fortaleza: "O jogo não foi bom, mas conseguimos três pontos que não são apenas três pontos, são pontos importantes para todo o ano de trabalho, de sacrifícios. Asseguramos o sexto ano do clube na Série A e vamos pôr mais. Estamos felizes com a vitória, mas ainda temos duas partidas em jogo", disse em coletiva.

Do outro lado, o técnico Mário Henrique terá apenas um desfalque. Suspenso com o terceiro amarelo, o lateral direito Apodi cumprirá a suspensão automática. A ausência do ala não deve afetar na escalação inicial do time, já que é considerado reserva. No mais, o treinador deve ir com a mesma formação que foi derrotada em Porto Alegre. O lateral esquerdo Sander e o atacante João Magno estão no departamento médico, junto com o lateral esquerdo Hugo, que está de saída para o Corinthians.

Frustrado, Mário Henrique fala em impotência após o quarto rebaixamento do Goiás na era dos pontos corridos. "Falar sobre o descenso, para mim, dói demais. Mesmo estando à frente apenas nesses dois jogos, tenho um ano e 10 meses de Goiás. Fica um sentimento muito ruim, de frustração e impotência. Espero que em um futuro bem breve o Goiás esteja no lugar em que sempre mereceu estar", lamentou o técnico que assumiu o Goiás de forma interina, para tentar salvar do rebaixamento.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora