Seleção feminina de futebol passa por testes de covid-19 e Aline Milene é 2º caso positivo

Última convocada para os amistosos da seleção brasileira, Aline Milene não vai poder realizar o sonho de jogar no Morumbi com a camisa da seleção brasileira. A meio-campista do São Paulo é a segunda jogadora chamada por Arthur Elias diagnosticada com covid-19. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) submeteu o time aos testes após Antonia ser diagnosticada positivamente.

Aline Milene foi convocada há seis dias para os amistosos com o Japão e a Nicarágua por causa de lesão de Ana Vitória, do Paris Saint-Germain, que torceu o tornozelo direito e não tinha tempo para recuperação antes desta última Data Fifa para o futebol feminino.

"A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informa que, após a zagueira Antonia ter testado positivo para Covid-19 na quinta-feira, todas as jogadoras da seleção brasileira principal foram submetidas a testes nesta sexta-feira. A medida visa garantir a segurança e a saúde de todo o grupo", informou a CBF, ao revelar o tste positivo de Aline Milene.

"Após a testagem, somente a meio-campista Aline Milene, do São Paulo, testou positivo para a covid-19. A atleta está em bom estado de saúde, apresentando sintomas leves, e já se encontra em isolamento, seguindo os protocolos de segurança das autoridades de saúde e sob orientação da equipe médica da seleção."

Depois de ganhar no sufoco do Japão, por 4 a 3, na Neo Química Arena, a seleção se prepara para novo teste com as asiáticas, agendado para 11 horas de domingo, no Morumbi.

De acordo com a CBF, para evitar possíveis novas contaminações, as jogadoras estão em quartos individuais em hotel de concentração em São Paulo, "seguindo os protocolos sanitários preconizados."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes