Com contratos no fim, Ponte Preta vive incertezas sobre renovações para 2024

O elenco da Ponte Preta deve sofrer diversas reformulações nos próximos dias. Após uma temporada abaixo do esperado, brigando contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro, o clube de Campinas tem 13 jogadores com contratos se encerrando nesta sexta-feira, 1º de dezembro. Dentre eles, destaques do time, como o zagueiro Fábio Sanches, o meia Elvis e o atacante Pablo Dyego, que vivem incertezas em suas renovações.

O camisa 10, após o jogo contra o CRB, deu uma entrevista com tom de despedida falando em "missão cumprida" e disse ter recebido convites de outros clubes, deixando seu futuro em aberto.

Já o capitão Fábio Sanches e o atacante Pablo Dyego receberam sondagens do Paysandu. Curiosamente, o time paraense é comandado por Hélio dos Anjos, ex-técnico do time campineiro no primeiro quadrimestre, quando levantou o título da Série A2 do Campeonato Paulista.

Outro jogador que preocupa o torcedor é o goleiro Caíque França. Apesar de ter contrato até o fim de 2024, ele chamou a atenção de outros clubes, como Sport e Goiás, porém a direção de futebol confia na sua permanência. Recentemente, também apareceu ao lado do ex-treinador nas redes sociais.

Jogadores como o lateral esquerdo Artur já até se despediu e deve ser anunciado pelo Água Santa, atual vice-campeão paulista. Júnior Tavares se recupera da cirurgia de retirada do tumor na cabeça e também tem seu contrato se encerrando agora no início de dezembro. O meia Everton é outro que já está sem vínculo e se despede do clube, com passagem apagada e em meio à denúncia de importunação sexual.

Outros jogadores que estão sem contrato com a Ponte Preta são: Luan (goleiro), Weverton (lateral-direito), Thomas Kayck (zagueiro), Samuel Andrade (volante), Paulo Baya (meia), Lucas Nathan (meia), e Tales (atacante). Enquanto Maílton (lateral-direito) e Gabriel Santiago (meia) tem contrato até 03 de dezembro. Já Ramon Carvalho (volante) e Igor Torres (atacante) têm vínculo até o último dia do ano.

De volta à elite do Campeonato Paulista, a Ponte Preta se prepara para o Estadual, onde caiu em um grupo complicado, com o atual campeão e vice, Palmeiras e Água Santa, além de seu arquirrival Guarani.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes