De olho na Copa Sul-Americana, Internacional enfrenta o Cuiabá na Arena Pantanal

Sem poder sonhar mais alto, Cuiabá e Internacional estão de olho em conquistar uma vaga na próxima Copa Sul-Americana. Mas ainda querem, de forma matemática, afastar qualquer risco de rebaixamento. Com estes objetivos eles se enfrentam na Arena Pantanal, nesta quarta-feira, às 20h, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com uma campanha bem regular, o Cuiabá segue sem correr risco de rebaixamento, sendo o nono colocado com 48 pontos e vem de empate sem gols contra o São Paulo, no Morumbi. O Internacional vive outra situação. Semifinalista da Copa Libertadores, não engrenou no nacional e ocupa a 11ª posição, com 46, e vem de vitória sobre o Red Bull Bragantino, por 1 a 0. Este triunfo o distanciou da briga contra o descenso, que chegou a atrapalhar o ambiente no clube.

O técnico Eduardo Coudet tem duas dúvidas no time gaúcho. Após sentirem desconforto no último jogo, o zagueiro Vitão e o atacante Enner Valencia, não têm presença garantida. Caso sejam votados, o zagueiro deve ser substituído por Igor Gomes, enquanto Luiz Adriano é a primeira opção no ataque. A boa notícia é a volta dos meias Aránguiz e Alan Patrick, que cumpriram suspensão e estão confirmados, respectivamente, nas vagas de Bruno Henrique e Lucca.

Coudet voltou a reclamar do calendário do futebol brasileiro: "O problema é o calendário. Quando vejo TV, todos os técnicos falam o mesmo. É muito difícil. Agora, vamos jogar quarta e depois sábado, nem 72 horas, não tem como recuperar. O jogo com o Palmeiras (último antes da data Fifa) era o oitavo seguido em 20 dias", disse o argentino. A delegação vai seguir direto de Cuiabá para São Paulo, onde sábado vai enfrentar o Corinthians, encerrando a temporada em casa diante do Botafogo.

No Cuiabá, o próprio técnico António Oliveira é um dos retornos. O português cumpriu a suspensão automática na última rodada. Outra volta aguardada é do artilheiro Deyverson. Assim como o treinador, ele também cumpriu gancho contra o São Paulo. O time vai ser o mesmo, apenas com a entrada do atacante. Com isso, o paraguaio Isidro Pitta volta a ser opção no banco de reservas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes